Consumo alimentar de famílias beneficiadas pelo programa Minha Casa Minha Vida no município de Petrolina-PE

Autores

  • Claudiany Maria de Lima UPE
  • Juliana Mikaelly Dias Soares UPE
  • Otoniel Santos Neto UPE
  • Diego Felipe dos Santos Silva UPE

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v4i2.157

Palavras-chave:

Consumo de alimentos, ingestão de alimentos, inquéritos e questionários, política social, hábitos alimentares

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar o consumo alimentar de indivíduos contemplados no programa Minha Casa Minha Vida, no município de Petrolina-PE. Para isso, foram coletadas informações sobre o consumo alimentar através de questionário de frequência alimentar, entre os meses de dezembro de 2013 e fevereiro de 2014, no Residencial Nova Vida 1 no município de Petrolina-PE. Foram utilizados os programas Excel 2010 e GraphPad Prism 6.0 para armazenamento e análise estatística dos dados, respectivamente. Observou-se que ainda há uma alta prevalência de consumo de arroz e feijão. O consumo de carnes vermelhas foi menor quando comparado a outras fontes de proteína animal. Notou-se também que há uma ingestão frequente de hortaliças e de alguns tipos de frutas pelos indivíduos entrevistados. No entanto, o consumo semanal de alimentos ultraprocessados é alto. Dessa forma, são necessárias intervenções nutricionais para não tornar iminente a substituição dos alimentos in natura ou minimamente processados pelos ultraprocessados.

Referências

ALMEIDA, S. S.; NASCIMENTO, P. C. B. D.;

QUAIOTI, T. C. B. Quantidade e qualidade de

produtos alimentícios anunciados na televisão

brasileira. Revista de Saúde Pública, v. 36, n.

, p. 353-355, 2002.

AQUINO, J. K.; PEREIRA, P.; REIS, V. M. C.

P. Hábito e consumo alimentar de estudantes do

curso de Nutrição das faculdades de Montes

Claros–Minas Gerais. Revista Multitexto, v. 3,

n. 1, p. 82-88, 2015.

ASSUMPÇÃO, D.; DIAS, M.R.M.G.;

BARROS, M.B.A.B.; FISBERG, R.M.; FILHO,

A.A.B. Ingestão de cálcio por adolescentes:

inquérito de saúde de base populacional. Jornal

de Pediatria, v. 92, n. 3, p.251-259, 2016.

BATISTA FILHO, M. & RISSIN, A. A

transição nutricional no Brasil: tendências

regionais e temporais. Cadernos de Saúde

Pública, v. 19, n. 1, p. 181-191, 2003.

BATISTA FILHO, M.; SOUZA, A.I.;

MIGLIOLI, T.C.; SANTOS, M.C. Anemia e

obesidade: um paradoxo da transição nutricional

brasileira. Cadernos de Saúde Pública, v. 24,

n. 2, p. 247-257, 2008

BONOMO, E.; CAIAFFA, W.T.; CÉSAR,

C.C.; LOPES, A.C.S.; LIMA-COSTA, M.F.

Consumo alimentar da população adulta

segundo perfil sócio-econômico e demográfico:

Projeto Bambuí. Cadernos de Saúde

Pública, v. 19, n. 5, p. 1461-1471, 2003.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de

Atenção à Saúde. Departamento de Atenção

Básica. Guia alimentar para a população

brasileira / Ministério da Saúde, Secretaria de

Atenção à Saúde, Departamento de Atenção

Básica. – 2. ed. Brasília: Ministério da Saúde,

156 p.

BRASIL. Ministério do Planejamento.

Programa de Aceleração do Crescimento

(PAC). Programa Minha Casa Minha Vida.

Disponível em: <http://www.pac.gov.br/minha-

casa-minha-vida>. Acesso em: 01 de setembro

de 2013.

DA COSTA, V.M.; DE CARVALHO

PADILHA, P.; DE LIMA, G.C.; FERREIRA,

A.A.; LUESCHER, J.L.; PORTO, L.; PERES,

W.A. Overweight among children and

adolescent with type I diabetes mellitus:

prevalence and associated factors. Diabetology

& Metabolic Syndrome,v. 8, n. 39, p. 1-6,

FIGUEIRA, T.R.; LOPES, A.C.S.; MODENA,

C.M. Avaliação do consumo de frutas e

hortaliças entre famílias de usuários do

Programa Academia da Saúde (PAS). Revista

Brasileira em Promoção da Saúde, v. 27, n. 4,

p. 518-526, 2015.

FURLAN-VIEBIG, R.; PASTOR-VALERO,

M. Desenvolvimento de um questionário de

frequência alimentar para o estudo de dieta e

doenças não transmissíveis. Revista de Saúde

Pública, v. 38, n.4, p.581-584, 2004.

LOUZADA, M.L.C.; MARTINS, A.P.B.;

CANELLA, D.S.; BARALDI, L.G.; LEVY,

R.B.; CLARO, R.M.; MOUBARAC, J.;

CANNON, G.; MONTEIRO, C.A. Alimentos

ultraprocessados e perfil nutricional da dieta no

Brasil. Revista de Saúde Pública, v. 49, n. 38,

p. 1-11, 2015.

MONTEIRO, C.A.; MOURA, E.C.; JAIME,

P.C.; CLARO, R.M. Validade de indicadores do

consumo de alimentos e bebidas obtidos por

inquérito telefônico. Revista de Saúde Pública,

v. 42, n. 4, p. 582-589, 2008.

PANIGASSI, G.; SEGALL-CORRÊA, A.M.;

MARIN-LEÓN, L.; PÉREZ-ESCAMILLA, R.;

MARANHA, L.K.; SAMPAIO, M.F.A.

Insegurança alimentar intrafamiliar e perfil de

consumo de alimentos. Revista de Nutrição, v.

, p. 135-144, 2008.

RODRIGUES, C.T.; COELHO, A.B.; BRAGA,

M.J.; GOMES, A.P. Perfil de Consumo de Nutrientes nas principais regiões metropolitanas

do Brasil. Revista de Economia e

Agronegócio, v. 8, n. 3, p.325-248, 2015.

SALLES-COSTA, R.; PEREIRA, R. A;

VASCONCELLOS, M. T.; VEIGA, G. V.;

MARINS, V. M. R.; JARDIM, B. C.; GOMES,

F. S.; SICHIERI, R. Associação entre fatores

socioeconômicos e insegurança alimentar:

estudo de base populacional na Região

Metropolitana do Rio de Janeiro, Brasil. Revista

de Nutrição, v. 2, p. 99-109, 2008.

SCHRAMM, J.M.A.; OLIVEIRA, A.F.; LEITE,

I.C.; VALENTE, J.G.; GADELHA, A.M.J.;

PORTELA, M.C.; CAMPOS, M.R. Transição

epidemiológica e o estudo de carga de doença no

Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, v. 9, n. 4, p.

-908, 2004

SEN, A. Desenvolvimento como liberdade.

São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

SICHIERI, R.; COITINHO, D.C.; MONTEIRO,

J.B.; COUTINHO, W.F. Recomendações de

alimentação e nutrição saudável para a

população brasileira. Arquivos Brasileiros de

Endocrinologia & Metabologia, v. 44, n. 3, p.

-232, 2000.

SOUZA, E.B. Transição nutricional no Brasil:

análise dos principais fatores. Cadernos

UniFOA, v. 13, p. 40-53, 2010.

ZANDONAI, A.P.; SONOBE, H.M.;

SAWADA, N.O. Os fatores de riscos

alimentares para câncer colorretal relacionado

ao consumo de carnes. Revista da Escola de

Enfermagem da USP, v. 46, n. 1, p. 234-239,

Downloads

Publicado

2016-08-31

Como Citar

LIMA, C. M. de .; SOARES, J. M. D. .; NETO, O. S.; SILVA , D. F. dos S. Consumo alimentar de famílias beneficiadas pelo programa Minha Casa Minha Vida no município de Petrolina-PE. Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 4, n. 2, p. 93–99, 2016. DOI: 10.31416/rsdv.v4i2.157. Disponível em: https://semiaridodevisu.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/157. Acesso em: 16 ago. 2022.

Edição

Seção

Ciências da Saúde - Artigos