Avaliação de parâmetros de qualidade de polpas de frutas congeladas comercializadas no município de Salgueiro-PE

Autores

  • Érica Camila Oliveira Neves de Araújo IFSertãoPE
  • Jânio Eduardo de Araújo Alves IFSertãoPE
  • Luciana Façanha Marques IFSertãoPE

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v6i1.117

Palavras-chave:

Polpa de fruta, Qualidade, Físico-química

Resumo

O Nordeste brasileiro apresenta condições favoráveis para o cultivo de frutíferas, sendo uma das regiões que contribui para colocar o país em uma posição importante da produção e comercialização de frutas in natura. Por ser um alimento que apresenta uma elevada porcentagem de água em sua composição torna-se muito perecível e apresenta uma quantidade considerável de desperdício. Nesse embasamento esse trabalho teve como objetivos avaliar a qualidade de polpas congeladas de diversos tipos de frutas e marcas encontradas no comércio salgueirense. Foram utilizados neste estudo polpas de frutas de cinco sabores diferentes e de três marcas, adquiridas no comércio do município de Salgueiro - PE e levados ao Laboratório de Processamento de Vegetais do IF SERTÃO-PE, Campus Salgueiro, onde foram mantidas congeladas até serem analisadas. As polpas de frutas foram submetidas às seguintes análises físico-químicas: sólidos solúveis totais, acidez total titulável, pH, açúcares totais e sólidos totais, seguindo a metodologia descrita pelo IAL (2008). As análises microbiológicas foram realizadas a contagem de bolores e leveduras, segundo metodologias descritas por American Public Health Association (SPECK, 1976) para as polpas de frutas. As embalagens das polpas de frutas foram submetidas às análises visuais para identificar as condições das embalagens, bem como verificar se a rotulagem, o peso e a tabela nutricional estão de acordo com a legislação. As análises realizadas indicam que 66,66% dos sabores estudados estão em desacordo com a legislação, sendo reprovadas, principalmente, no parâmetro sólidos totais o que pode indicar que essas polpas podem ter sido diluídas.

Biografia do Autor

Érica Camila Oliveira Neves de Araújo , IFSertãoPE

Discente do Curso Superior de tecnologia em Alimentos

Jânio Eduardo de Araújo Alves , IFSertãoPE

Técnico em Agroindústria (EAJ-UFRN), Tecnólogo em Gestão Ambiental (IFRN) e Especialista em Educação Ambiental e Sustentabilidade (ISEIB-PROMINAS). Atualmente é Técnico de Laboratório/Área: Agroindústria do Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Tem experiência na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos, com ênfase em Processamento e Análises Físico-química e Microbiológica de Alimentos.

Luciana Façanha Marques , IFSertãoPE

Possui graduação em Tecnologia de Alimentos pelo Instituto Centro de Ensino Tecnológico - CENTEC (2002), mestrado (2006) e doutorado (2015) em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Campina Grande - UFCG . Atualmente é professora do Instituto Federal Sertão Pernambucano - Campus Salgueiro. Tem experiência na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos atuando principalmente nos seguintes temas: Bioquímica de alimentos, Higiene e Controle de qualidade na indústria de alimentos, Tecnologia de pescado e cereais.

Referências

BRASIL. Leis, Decretos, etc. Instrução Normativa nº 1, de 7 jan. 2000, do Ministério da Agricultu-ra. Diário Oficial da União, Brasília, n. 6, 10 jan. 2000. Seção I, p. 54-58. Aprova os RegulamentosTécnicos para fixação dos padrões de identidade e qualidade para polpas e sucos de frutas.

BUENO, S. M. et al. Avaliação da qualidade de polpas de frutas congeladas. Rev. Inst. Adolfo Lutz,v. 61, n. 2, p. 121-126, 2002.

COSTA, M. C. et al. Conservação de polpa de cupuaçu [Theobroma grandiflorum (Willd. ExSpreng.) Schum] por métodos combinados.Revista Brasileira de Fruticultura, v. 25, n. 2, p. 213-215, 2003.

DANTAS, R. de L. et al. Perfil da qualidade de polpas de fruta comercializadas na cidade de Cam-pina GrandePB. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 5, n. 5, 2010.

DANTAS, Rebeca de L. et al. Qualidade microbiológica de polpa de frutas comercializadas na cidadede Campina Grande, PB. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, v. 14, n. 2, p. 125-130,2012.

GADELHA, Antônio José Ferreira et al. Avaliação de parâmetros de qualidade físico-químicos de pol-pas congeladas de abacaxi, acerola, cajá e caju. Revista Caatinga, v. 22, n. 1, 2009.

LACERDA, M. A. D. de; LACERDA, R. D. de; ASSIS, P. C. de O. A participação da fruticultura no agro-negócio brasileiro. 2004.

LOPES, Rita de Cássia Souza de et al. Diagnóstico da situação atual e das dificuldades de implanta-ção de sistemas de garantia da segurança de alimentos em micro e pequenas empresas de polpas defrutas. 2008.

LUTZ, I. A. Normas analíticas, métodos químicos e físicos para análise de alimentos. 3. ed. SãoPaulo: Instituto Adolfo Lutz, v. 4, p.533, 2008.

MACHADO, A. V. Estudo da secagem do pedúnculo do caju em sistemas convencional e solar: mo-delagem e simulação do processo. Tese Doutorado em Engenharia Química, Universidade Federaldo Rio Grande do Norte. p. 126. Natal 2009.

MARTINS, C. R.; FARIAS, R. de M. Produção de alimentos x desperdício: Tipos, causas e como re-duzir perdas na produção agrícola-Revisão. Revista da FZVA, v. 9, n. 1, 2002.

SANTOS, F.A. et al. Análise qualitativa de polpas congeladas de frutas, produzidas pela SUFRUTS,MA. Hig. Alim., v. 18, n. 119, p. 18-22, 2004.

SPECK, M. L. (Ed.).Compendium of methods for the microbiological examination of food.2 ed.Washington: American Public Health Association, 1976.11Revista Semiárido De Visu, Petrolina, v. 6, n. 1, p. 4-11, 2018

Downloads

Publicado

2018-04-30

Como Citar

ARAÚJO , Érica C. O. N. de .; ALVES , J. E. de A. .; MARQUES , L. F. . Avaliação de parâmetros de qualidade de polpas de frutas congeladas comercializadas no município de Salgueiro-PE. Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 4–11, 2018. DOI: 10.31416/rsdv.v6i1.117. Disponível em: https://semiaridodevisu.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/117. Acesso em: 3 out. 2022.

Edição

Seção

Ciências Agrárias - Artigos