Avaliação das atividades antioxidantes e antibacteriana de extratos das folhas da melancia (Citrullus lanatus)

Autores

  • José Vinicius Perminio Barbosa Instituto Federal de Pernambuco
  • Weverson Victor dos Santos Salvador Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco/Discente do Curso de Licenciatura Química
  • Izaqueu Rodrigues da SILVA Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco
  • Amanda Reges de SENA Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco/Docente do Curso Técnico em Alimentos
  • Tonny Cley Campos LEITE Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco/Técnico do laboratório de Bromatologia

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v12i2.921

Palavras-chave:

Atividade antibacteriana; Antioxidante; Cucurbitaceae; Sustentabilidade.

Resumo

A melancia é uma hortaliça-fruto de grande importância econômica para o Brasil, uma vez que são produzidos 2,1 milhões de toneladas, conferindo ao país o título de quarto maior produtor mundial. Logo, também há elevada produção de resíduos agrícolas como as folhas. A partir do exposto, o presente trabalho teve como objetivo avaliar o potencial biológico de extratos da folha de melancia visando à recuperação de compostos bioativos. As folhas foram coletadas em Juazeiro/BA, os extratos foram obtidos por Soxhlet a partir dos solventes hexano, acetato de etila e etanol/água. Realizou-se a atividade antioxidante pelos métodos DPPH, ABTS, poder redutor, fosfomolibidênio, quelante de cobre e ferro. A atividade antibacteriana foi avaliada pelo método da microdiluição em caldo. Os extratos do resíduo apresentaram atividade antioxidante, destacando-se o extrato EtOH com 53,58% pelo método DPPH e o extrato EtOH/H2O com 79,39% de sequestro do cátion radical ABTS. O extrato EtOH apresentou 35,73% de efeito quelante de cobre e o extrato AcOEt proporcionou 58,49% de efeito quelante de ferro. Os extratos mais ativos foram o etanólico e o acetato de etila, uma vez que inibiram uma maior quantidade de microrganismos em baixas concentrações, sendo mais ativos contra Enterococcus faecalis UFPEDA 138 e Klebsiella pneumoniae UFPEDA 396. A folha da melancia possui potencial para ser utilizado pelas indústrias farmacêuticas e alimentícias. Contudo, novos estudos devem ser realizados visando o isolamento de compostos bioativos de C. lanatus.

Referências

AKTHER, N. et al. In Vitro Assessment and Evaluation of the Phytochemicals Analysis and the Pharmacological Activities of methanolic leaf extract of Bangladeshi Momordica charantia. Journal of Biotechnology and Biochemistry, v. 9, n. 1, p. 08- 19, jan-fev. 2023.

AYOBAMI, O. et al. The ongoing challenge of vancomycin-resistant Enterococcus faecium and Enterococcus faecalis in Europe: an epidemiological analysis of bloodstream infections. Emerging Microbes & Infections, v. 9, n. 1, p. 1180–1193, 2020.

CAVIN, A. et al. Antioxidant and lipophilic constituents of Tinospora crispa. Planta Medica, v. 64, n. 5, p. 393-396, 1998.

CANGUSSU, L. B.; FRONZA, P.; CAVALCANTI, W. M. Fiber-rich powders of tropical fruits by-products: a bibliographic review on their bioactive compounds. Research, Society and Development, v. 9, n. 9, p. e80996803-e80996803, 2020.

ECHEVERRI, L. M.; CATAÑO, J. Klebsiella pneumoniae as a nosocomial pathogen: Epidemiology and drug resistance. Iatreia, v. 23, p. 240-249, 2010.

CLSI. Performance Standards for Antimicrobial Susceptibility Testing; TwentyEight Informational Supllement. CLSI document M100-S28. Wayne, Pa. CLSI, Clinical and laboratory Standards Institute, 2018.

DUBEY, S. et al. Aproveitamento da casca da melancia (Citrullus lanatus) em diversas preparações alimentícias: uma revisão. Journal of Agricultural Science Food Resource, v. 318, p. 1-3, 2021.

FERREIRA, D. F. Estatística multivariada. 2. ed. Lavras: UFLA, 675 p, 2011.

FURTADO, M. L. et al. Avaliação in vitro da atividade fotoprotetora e antioxidante de extratos vegetais de Citrullus lanatus (Thunb.) Matsum. & Nakai. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 1, p. 6793-6812, 2021.

HO, Lee-Hoon et al. Efeito de solventes de extração e condições de secagem no teor de fenólicos totais e propriedades antioxidantes da casca de melancia em pó. Sains Malays, v. 47, n. 47, pág. 99-107, 2018.

KIST, B. B. et al. Anuário Brasileiro de Horti & Fruti 2022. Santa Cruz do Sul: Editora Gazeta Santa Cruz, p. 83-85, 2022.

JIMENEZ-LOPEZ, C. et al. Valorização de resíduos agrícolas como fonte de compostos fenólicos antioxidantes no âmbito de uma bioeconomia circular e sustentável. Comida & função, v. 11, n. 6, pág. 4853-4877, 2020.

JIMOH, T. O. et al. Extratos fenólicos e conteúdo de aminoácidos de Cucumeropsis mannii Naudin e Citrullus lanatus inibem enzimas relevantes da disfunção erétil no tecido peniano de ratos. Relatórios de bioquímica e biofísica, v. 12, p. 5, 2017.

LÓPEZ, N. L. et al. Exploração de resíduos agroindustriais como fonte potencial de compostos bioativos para a aquicultura. Alimentos, v. 9, n. 7, pág. 843, 2020.

MALAV, L. C. et al. Uma revisão sobre resíduos sólidos urbanos como fonte renovável para projetos de transformação de resíduos em energia na Índia: práticas atuais, desafios e oportunidades futuras. Revista Produção Mais Limpa, v. 277, p. 123227, 2020.

MANDIZVO, T. et al. Potencial da melancia cidra para melhorar a diversificação das culturas e reduzir os impactos negativos das mudanças climáticas. Sustentabilidade, v. 13, n. 4, p. 2269, 2021.

MIRZAPOUR-KOUHDASHT, A. et al. Influence of enzymatic hydrolysis and molecular weight fractionation on the antioxidant and lipase / ?-amylase inhibitory activities in vitro of watermelon seed protein hydrolysates. Molecules, v. 27, n. 22, p. 7897, 2022.

NEGLO, D. et al. Comparative antioxidant and antimicrobial activities of the peels, rind, pulp and seeds of watermelon (Citrullus lanatus) fruit. Scientific African, v. 11, p. e00582, 2021.

Objetivos do Desenvolvimento Sustentável Brasil - ODS BRASIL. 2023. Relatório dos Indicadores para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Disponível em: <https://odsbrasil.gov.br/relatorio/sintese>. Acesso em: 08 mar. 2023.

OSORIO, L. L. D. R. et al. The Potential of Selected Agri-Food Loss and Waste to Contribute to a Circular Economy: Applications in the Food, Cosmetic and Pharmaceutical Industries. Molecules, v. 26, n. 2, p. 515, 2021.

PRIETO, P, et al. Spectrophotometric quantitation of antioxidant capacity through the formation of a Phosphomolybdenum Complex: specific application to the determination of vitamin E. Analytical Biochemistry, v.269, n.2, p.337-341, 1999.

RAMESH, L.; BV LATHA, L.; KUMAR MUKUNDA, C. Identification and characterization of metal-chelating bioenhancer peptide derived from fermented Citrullus lanatus seed milk. Journal of Food Biochemistry, v. 46, n. 7, p. e14102, 2022.

RE, R. et al. Antioxidant activity applying an improved ABTS radical. Free Radical Biology and Medicine, v. 26, p. 1231–1237, 1999.

SÁNCHEZ-VIOQUE, R. et al. In vitro antioxidant and metal chelating properties of corm, tepal and leaf from saffron (Crocus sativus L.). Industrial Crops and Products, v. 39, p. 149-153, 2012.

SANTOS, E. B. C. Efeitos dos tratamentos superficiais dos resíduos industriais de fibra de piaçava nas propriedades térmicas e termodinâmico-mecânica de compósitos à base de Polihidroxibutirato (PHB). 2019. Tese (Doutorado em Ciência e Engenharia de Materiais) - Universidade Federal da Paraíba. Paraíba, 2019.

VIEIRA, F. J. A. Desenvolvimento de embalagem biodegradável ativa contendo extrato de bagaço de malte e sua aplicação em queijo tipo prato fatiado. 2022. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos) - Universidade Estadual de Ponta Grossa. Ponta Grossa, 2022.

Downloads

Publicado

2024-06-07

Como Citar

PERMINIO BARBOSA, J. V.; SALVADOR, W. V. dos S. .; SILVA, I. R. da; SENA, A. R. de; LEITE, T. C. C. Avaliação das atividades antioxidantes e antibacteriana de extratos das folhas da melancia (Citrullus lanatus). Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 12, n. 2, p. 701–712, 2024. DOI: 10.31416/rsdv.v12i2.921. Disponível em: https://semiaridodevisu.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/921. Acesso em: 13 jun. 2024.

Edição

Seção

Ciências Agrárias - Artigos