Integração de Sistemas Agroflorestais, Agroecologia e Educação Ambiental para Sustentabilidade na Bahia: Revisão Sistemática

Autores

  • Robson de Cássio Santos Dourado Universidade do Estado da Bahia
  • Maria Herbênia Lima Cruz Santos Universidade do Estado da Bahia
  • Clecia Simone Gonçalves Rosa Pacheco Instituto Federal do Sertão Pernambucano – IFSertãoPE
  • Fábio del Monte Cocozza Universidade do Estado da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v12i2.695

Palavras-chave:

Agricultura familiar, Cabruca, Conservação Ambiental, Interdisciplinaridade

Resumo

Este estudo teve como objetivo investigar a integração entre sistemas agroflorestais (SAFs), agroecologia e sustentabilidade ambiental na Bahia, com ênfase em ações de educação ambiental,utilizando a metodologia de revisão sistemática da literatura nas plataformas indexadoras Scielo, PubMed, Springer e ScienceDirect, além do GoogleScholar. Foram delimitadas três questões de pesquisa relacionadas a sistemas agroflorestais, sustentabilidade, agroecologia e educação ambiental na Bahia. Foram selecionados 47 artigos, abordando SAFs e ou educação ambiental associado a sistemas sustentáveis de produção em diferentes regiões da Bahia, com destaque para a região Sul da Bahia tendo o cacaueiro como fonte principal de produção. O sistema agroflorestal Cabruca foi o mais observado. A educação ambiental desempenhou um papel crucial na adoção de práticas sustentáveis, com artigos relatando experiências, extensão educacional e reflexões pedagógicas. Identificou-se a necessidade de aprimorar os sistemas de busca nas plataformas indexadoras, ressaltando a importância da diversidade de abordagens e interesses na pesquisa sobre agroecologia e sistemas agroflorestais na Bahia. A agricultura familiar e os pequenos produtores também foram reconhecidos como relevantes para a conservação ambiental. A abordagem de educação ambiental tem sido fundamental para conscientizar agricultores e comunidades locais sobre a importância das práticas sustentáveis e disseminar conhecimentos relacionados à agroecologia e sustentabilidade. Os artigos contribuem para o avanço do conhecimento científico e fundamentam práticas agrícolas sustentáveis, impulsionando a transição para sistemas agrícolas mais sustentáveis na Bahia. Esse estudo destaca a importância da interdisciplinaridade e da conscientização para promover uma agricultura mais sustentável e alinhada com a preservação ambiental na região da Bahia.

Biografia do Autor

Robson de Cássio Santos Dourado, Universidade do Estado da Bahia

Mestre em Educação de Jovens e Adultos/Licenciado em Ciências Biológicas. Professor  de Ciências da Secretaria Municipal de Tanhaçu.

Maria Herbênia Lima Cruz Santos, Universidade do Estado da Bahia

Doutora em Agronomia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP Botucatu SP. Professora do Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais DTCS Campus III 

Clecia Simone Gonçalves Rosa Pacheco, Instituto Federal do Sertão Pernambucano – IFSertãoPE

Ph.D. em Agroecologia e Desenvolvimento Territorial/Univasf. Professora do Instituto Federal do Sertão Pernambucano – IFSertãoPE.

Fábio del Monte Cocozza , Universidade do Estado da Bahia

Doutorado em Engenharia Agricola/Unicamp. Professor da Universidade do Estado da Bahia – Departamento Ciencias Humanas e Tecnologias.

Referências

ALEIXO, S.; GAMA-RODRIGUES, A. C.; GAMA-RODRIGUES, E. F.; SCHRIPSEMA, J. Soil organic phosphorus of cacao agroforests in the Atlantic coast of Brazil. Geoderma Regional, e00220. doi:10.1016/j.geodrs.2019.e00220, 2019.

ARAUJO, Q. R.; LOUREIRO, G. A. H. A.; SANTANA, S. O.; BALIGAR, V. C. Soil Classification and Carbon Storage in Cacao Agroforestry Farming Systems of Bahia, Brazil. Journal of Sustainable Forestry, v. 32, n. 6, p. 625–647, 2013. doi:10.1080/10549811.2013.799037.

BURNEY, J.; CESANO, D.; RUSSELL, J.; LA ROVERE, E. L.; CORRAL, T.; COELHO, N. S.; SANTOS, L. Climate change adaptation strategies for smallholder farmers in the Brazilian Sertão. Climatic Change, v. 126, p. 45–59, 2014.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Senado Federal, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 18 jul. 2023.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 18 jul. 2023.

BRASIL, T. do S. S.; ANDRADE, M. H. S.; JUNIOR, M. V. C.; SIQUEIRA, J. F. M.; CLAUDINO, G. S. Os sistemas agroflorestais: sustentabilidade, educação e saber ambiental.GEOFRONTER, v. 9, n. 1, 2023.

CARNEIRO, A. O.; BISPO, H. C. A.; OLIVEIRA, J. D. de; SANTOS, R. M. dos; SANTOS, M. A. F. dos. Educação ambiental e agroecologia: ferramentas de aprendizagem sobre o manejo do solo no Semiárido. Cadernos Macambira, v. 5, n., p. 28–29. 2020.

COOK, R. L.; BINKLEY, D.; STAPE, J. L. Eucalyptus plantation effects on soil carbon after 20 years and three rotations in Brazil. Forest Ecology and Management, v. 359, p. 92–98, 2016.

DAWSON, I. K.; LEAKEY, R.; CLEMENT, C. R.; WEBER, J. C.; CORNELIUS, J. P.; ROSHETKO, J. M.; JAMNADASS, R. The management of tree genetic resources and the livelihoods of rural communities in the tropics: Non-timber forest products, smallholder agroforestry practices and tree commodity crops. Forest Ecology and Management, v. 333, p. 9–21, 2014. doi:10.1016/j.foreco.2014.01.021

KOUTSOS, T. M.; MENEXES, G. C.; DORDAS, C. A. An efficient framework for conducting systematic literature reviews in agricultural sciences. Science of The Total Environment, v. 682, p. 106-117, 2019.

EWERT, M.; VENTURIERI, G. A.; STEENBOCK, W.; SEOANE, C. E. S. Sistemas agroflorestais multiestrata e a legislação ambiental brasileira: desafios e soluções. Desenvolvimento e meio ambiente, v. 36, 2026.

FRAZÃO, L. A.; PAUSTIAN, K.; CERRI, C. E. P.; CERRI, C. C. Soil carbon stocks under oil palm plantations in Bahia State, Brazil. Biomass and Bioenergy, v. 62, p. 1–7, 2014. doi:10.1016/j.biombioe.2014.01.031

GALVÃO, M. C. B.; RICARTE, I. L. M. Revisão Sistemática da Literatura: conceituação, produção e publicação. Logeion: Filosofia da Informação, v. 6, n. 1, p. 57–73, 2019. DOI: 10.21728/logeion.2019v6n1.p57-73. Disponível em: https://revista.ibict.br/fiinf/article/view/4835. Acesso em: 20 jun. 2023.

GARCIA, L. T.; PAULUS, L. A. R.; FERNANDES, S. S. L.; ARCO-VERDE, M. F.; PADOVAN, M. P.; PEREIRA, Z. V. Financial viability of biodiverse agroforestry systems in the Brazilian Midwest. Research, Society and Development, v. 10, n. 4, p. e47210413682, 2021.

HEMING, N. M.; SCHROTH, G.; TALORA, D. T.; FARIA, D. Cabruca agroforestry systems reduce vulnerability of cacao plantations to climate change in southern Bahia. Agronomy for Sustainable Development, v. 42, n. 3, 2022, pp. 48. ff10.1007/s13593-022-00780-wff.

JAIN, C. K.; UMRANI, R. Introduction to Agroforestry. In: JAIN, C. K.; UMRANI, R. Agroforestry Systems and Practices.Ed. 2010. Oxford Book Company. ISBN: 978-93-80179-17-9, 2010.

LEMOS, L. M.; ESPINDOLA, J. A. A.; CAMPELLO, E. F. C. Avaliação de sistemas agroflorestais em pequenas propriedades no Baixo Sul e Extremo Sul da Bahia. Ensino, pesquisa e extensão em Agroecologia e Agricultura Orgânica: dez anos do Programa de Pós-Graduação em Agricultura Orgânica. Seropédica: PPGAO, 2022. Disponível em: https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1148253. Acesso em: 19 de jun. 2023.

LYRA, D. H.; SAMPAIO, L. S.; PEREIRA, D. A.; AMARAL, C. L. F. Conservação on farm da agrobiodiversidade de sítios familiares em Jequié, Bahia, Brasil. Rev. Ceres, Viçosa, v. 58, n.1, p. 69-76, 2012.

MOLINARI, M. D. C.; CARRASCO, L. M. C. M.; FUGANTI-PAGLIARINI, R.; OLIVEIRA, C. C. de. Systematic review: Interdisciplinary practices in Agricultural Sciences. Research, Society and Development, v. 11, n. 3, p. e8911326308, 2022.

MONROE, P. H. M.; GAMA-RODRIGUES, E. F.; GAMA-RODRIGUES, A. C.; MARQUES, J. R. B. Soil carbon stocks and origin under different cacao agroforestry systems in Southern Bahia, Brazil. Agriculture, Ecosystems & Environment, v. 221, p. 99–108, 2016.

MUNN, Z.; STERN, C.; AROMATARIS, E.; AROMATARIS, E.; LOCKWOOD, C.; JORDAN, Z. What kind of systematic review should I conduct? A proposed typology and guidance for systematic reviewers in the medical and health sciences. BMC Med Res Methodol, v. 18, n. 5, 2018. https://doi.org/10.1186/s12874-017-0468-4.

NEPOMOCENO, T. A. R.; CARNIATTO, I. Correlations between climate resilience in family farming and sustainable rural development. Ambio, v. 52, p. 1233–1247, 2023. https://doi.org/10.1007/s13280-023-01848-x.

OLIVEIRA, A. N. de; DOMINGOS, F. de O.; COLASANTE, T. Reflexões sobre as práticas de Educação Ambiental em espaços de educação formal, não-formal e informal. Revista Brasileira De Educação Ambiental, v. 15, n. 7, p. 9–19, 2020.

OLIVEIRA, B. S.; SOUZA, W. L.; OLIVEIRA, H. R. M. de; ALVES, A. M.; NOVA, M. L. V. Percepção de agricultores familiares sobre sistemas agroflorestais implantados em unidades produtivas familiares no território litoral Sul - Bahia. Cadernos Macambira, v. 6, n. 2, p. 30, 2021.

OLLINAHO, O. I.; KROGER, M. Agroforestry transitions: The good, the bad and the ugly.Journal of Rural Studies, v. 82, p. 210–221, 2021.

PADOVAN, M. P.; CARDOSO, I. M. Panorama da situação dos sistemas agroflorestais no Brasil. In: Congresso Brasileiro De Sistemas Agroflorestais, 9., 2013, Ilhéus. Políticas públicas, educação e formação em sistemas agroflorestais na construção de paisagens sustentáveis: anais. Ilhéus: SBSAF, 2013.

PIASENTIN, F. B.; SAITO, C. H. Os diferentes métodos de cultivo de cacau no Sudeste da Bahia, Brasil: aspectos históricos e percepções. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências naturais, Belém, v. 9, n. 1, p. 61-78, 2014.

PIEDRA-BONILLA, E. B.; CUNHA, D. A.; BRAGA, M. J. Climate variability and crop diversification in Brazil: An ordered probit analysis. Journal of Cleaner Production 120252. 2020. doi:10.1016/j.jclepro.2020.120252.

PIOTTO, D.; FLESHER, K.; NUNES, A. C. P.; ROLIM, S.; ASHTON, M.; MONTAGNINI, F. Restoration plantings of non-pioneer tree species in open fields, young secondary forests, and rubber plantations in Bahia, Brazil. Forest Ecology and Management, v. 474, p. 118389, 2020.

PORTUGAL, É. de J.; MONTEIRO, M. M. S. C.; PAIVA, K. de O. Construindo conhecimento com agrofloresta: implantação de SAF como ferramenta metodológica educacional em uma escola. V Seminário nacional e VII seminário internacional políticas púbicas, gestão e práxis educacionais, Vitória da conquista – BA, 2021.

RAPPAPORT, D.; MONTAGNINI, F. Tree species growth under a rubber (Hevea brasiliensis) plantation: native restoration via enrichment planting in southern Bahia, Brazil. New Forests, v. 45, p. 715–732, 2014.

RIBASKI, J.; MENEZES, E. A. Agroforestry systems in the Brazilian semi-arid region. In: International conference on desert development sustainable development for our common future, 4° International Desert Development Commission - CPCA, 1994.

RIBEIRO, J. C. P. Aspectos determinantes para adoção de sistemas agroflorestais no Brasil: revisão sistemática e metanálise. Dissertação de Mestrado em Agroecologia - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2022.

ROBLES-PINEROS, J.; LUDWIG, D.; BAPTISTA, G. C. S.; ANDRADE, A. M. Intercultural science education as a trading zone between traditional and academic knowledge. Studies in History and Philosophy of Science Part C: Studies in History and Philosophy of Biological and Biomedical Sciences, e101337, 2020. doi:10.1016/j.shpsc.2020.101337.

ROSSINI, C. M.; VICENCI FERNANDES, S. B.; UHDE, L. T.; CENCI, D. R.; JUNG, M. S.; OLIVEIRA, F. G. Práticas de agroecologia: semeando sustentabilidade, saúde e bem viver. In: Congresso Internacional em Saúde, 2021.

SÁ TELES, S. B. Estratégias para a implantação de sistemas agroflorestais sucessionais biodiversos no semiárido baiano: A experiência da EFA Mãe Jovina. Cadernos Macambira, v. 2, n. 2, 2017.

SANTOS, V. O.; RIBEIRO, D. S.; SILVA, F. O. C. e., & MARCHETTI, F. F. A formação docente em Educação e Agroecologia: relato das ações da Escola Popular de Agroecologia e Agrofloresta Egídio Brunetto no Extremo Sul da Bahia. Geografia Ensino & Pesquisa, v. 26, e7, 2023. doi:10.5902/2236499473374.

SCHRÖTH, G.; JEUSSET, A.; GOMES, A. S.; FLORENCE, C. T.; COELHO, N. A. P.; FARIA, D.; LÄDERACH, P. Climate friendliness of cocoa agroforests is compatible with productivity increase. Mitig Adapt Strateg Glob Change, v. 21, p. 67–8, 2016. DOI 10.1007/s11027-014-9570-7.

SOMARRIBA, E.; PEGUERO, F.; CERDA, R.; OROZCO-AGUILAR, L.; LÓPEZ-SAMPSON, A.; LEANDRO-MUÑOZ, M. E.; JAGORET, P.; SINCLAIR, F. L. Rehabilitation and renovation of cocoa (Theobroma cacao L.) agroforestry systems. A review. Agronomy for Sustainable Development, v. 41, p. 64, 2021.

WEGNER, R.; TURCO, P. H. N.; BLISKA, F. M. M. Organic Agriculture: Socioeconomic Sustainability of Brazilian Coffee. Journal of Agricultural Science and Technology, v. 3, p. 20-32, 2013.

Downloads

Publicado

2024-06-07

Como Citar

DE CÁSSIO SANTOS DOURADO, R.; HERBÊNIA LIMA CRUZ SANTOS, M.; SIMONE GONÇALVES ROSA PACHECO, C.; DEL MONTE COCOZZA , F. Integração de Sistemas Agroflorestais, Agroecologia e Educação Ambiental para Sustentabilidade na Bahia: Revisão Sistemática. Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 12, n. 2, p. 589–605, 2024. DOI: 10.31416/rsdv.v12i2.695. Disponível em: https://semiaridodevisu.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/695. Acesso em: 13 jun. 2024.

Edição

Seção

Ciências Agrárias - Artigos