Exames de vestibulares em língua espanhola: um estudo de caso

Autores

  • Helga Thaenia de Freitas Morais IFSertãoPE
  • Kélvya Freitas Abreu IFSertãoPE

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v4i2.155

Palavras-chave:

avaliação, concepção de leitura, língua estrangeira

Resumo

O presente estudo objetivou analisar as provas de vestibulares na área de espanhol da região nordeste sob a perspectiva de pensar que na construção desse instrumento avaliativo encontrava-se interligada e subjacente a sua confecção, uma teoria, uma metodologia, uma concepção de leitura e de texto que lhe daria sustentação (NERY, 2003; CASSANY, 2006; BORDÓN, 2006; SCARAMUCCI, 2009; ABREU, 2011). Inicialmente, coletou-se dados dos estados do Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba, em seguida, priorizou-se analisar a(s) instituição(ões) que apresentasse(m) o maior volume de itens. Diante deste extrato, realizou-se, no período de desenvolvimento do estudo, a análise de uma única universidade pública do Nordeste, dentre o recorte longitudinal e metodológico proposto dos anos de 2010 a 2015, perfazendo 135 questões analisadas, o que possibilitou o aprofundamento e detalhamento do perfil dessa instituição. Dessa forma, através da observação, interpretação, reflexão dos gêneros discursivos e as questões presentes nos exames, foi possível categorizar as concepções de leitura existentes nas provas, classificar as tipologias das questões e o que essas revelaram, enquadrando-as em três eixos teóricos proposto por Cassany (2006) e pautados ainda em Abreu (2011): concepção linguística, concepção psicolinguística e a concepção sociocultural da leitura. Com isso, as análises finalizadas possibilitaram visualizar o padrão das provas, a aproximação ou não das orientações dos últimos documentos governamentais e se o perfil do leitor exigido é simplesmente de decodificador ou de um indivíduo imerso em práticas letradas.

Biografia do Autor

Kélvya Freitas Abreu , IFSertãoPE

Mestre em Linguística e licenciada em Letras (Português - Espanhol) pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Professora de espanhol do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano. Atua na área de Linguística Aplicada com ênfase ao ensino e aprendizagem do espanhol como Língua Estrangeira em suas pesquisas.

Referências

ABREU, K. F. Concepções de leitura e de texto

subjacentes às provas de vestibular:

constatações e implicações para o ensino da

língua espanhola. Dissertação (Mestrado em

Linguística). Universidade Federal do Ceará.

Fortaleza, 2011.

ABREU, K. F; MORAIS, H. T. F; SILVA, M. R.

V. Eventos de letramento (s) em português e em

espanhol: a abordagem crítica na área de

edificações. In: Anais do I Colóquio de Análise

do Discurso (CNAD), 2014, Pau dos Ferros:

UERN: 2014.

ALDERSON, J. C. Assessing Reading.

Cambridge Language Assessement Series. São

Paulo: Cambridge University Press, 2005.

BENVENUTO, E.V.; ABREU, K.F. Práticas de

leitura e escrita em LE: o perfil de alunos do

ensino médio tecnológico. In: Anais do II

Colóquio GEPPELE: Novos rumos na

formação do professor de espanhol. II Colóquio

Geppele, Fortaleza, UFC, 2013.

BORDÓN, T. La evaluación de la lengua en el

Marco de E/2L: bases y procedimentos.

Arco/Libros, S/L.,2006.

BRASIL. Ministério da Educação. Orientações

Curriculares para o Ensino Médio:

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.

Brasília, Secretaria de Educação Básica, 2006.

Disponível em:

http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/book_

volume_01_internet.pdf. Acessado em:

/08/16.

CASSANY, D. Tras las líneas. Sobre la lectura

contemporánea. Barcelona: Editorial Anagrama,

MORAIS, H.T.F.M; BENVENUTO, E.V;

ABREU, K.F; BARRETO, L.S.V. Práticas de

letramento na construção civil – experiências do

projeto Pibex Campus Salgueiro. In:

OLIVEIRA, F.K.; ABREU, K.F. Métodos e

pesquisas em Educação. Brasília: Editora

Kiron, 2016. In prelo.

MORAIS, H. T. F; SILVA, M. R.V;

BENVENUTO, E. V; ABREU, K. F.

Mapeamento de práticas de letramento(s): em

busca do perfil discente em edificações. In:

Anais do IX Congresso Norte Nordeste de

Pesquisa e Inovação (CONNEPI), São Luís,

IFMA, 2014.

MORAIS, H. T. F; ABREU, K. F. Gêneros

textuais discursivos na esfera da construção

civil: a formação crítica dos sujeitos. In:

OLIVEIRA, F.K, ABREU, K.F (orgs.).

Experiências de pesquisas em tecnologia e

educação. Recife: Pipa comunicação, 2015.

NERY, R. M. Questões sobre questões de

leitura. Campinas, SP: Editora Alínea,

SCARAMUCCI, M.V.R. Avaliação da leitura

em inglês como língua estrangeira e validade de

constructo. In: Revista Calidoscópio. Vol.7, n.1,

p. 30-48, jan/abr 2009.

SCARAMUCCI. M.V.R. Vestibular e ensino de

língua estrangeira (inglês) em uma escola

pública. Trabalhos em Linguística Aplicada,

Campinas, (34): 7-20, Jul./Dez. 1999.

Disponível em:

http://revistas.iel.unicamp.br/index.php/tla/artic

le/view/2407 >Acesso em 05/08/16.

SPARTA, M; GOMES, W. B. Importância

Atribuída ao Ingresso na Educação Superior por

Alunos do Ensino Médio. Revista Brasileira de

Orientação Profissional, 2005, 6 (2), pp. 45 –

Downloads

Publicado

2016-08-31

Como Citar

MORAIS, H. T. de F. .; ABREU , K. F. Exames de vestibulares em língua espanhola: um estudo de caso. Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 4, n. 2, p. 77–85, 2016. DOI: 10.31416/rsdv.v4i2.155. Disponível em: https://semiaridodevisu.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/155. Acesso em: 16 ago. 2022.

Edição

Seção

Lingüística, Letras e Artes - Artigos