Estudos físico-químicos da alface cultivada sob diferentes condições de sombreamento

Autores

  • Daniel de Souza Santos IFSertãoPE
  • Marcelo de Campos Pereira IFSertãoPE
  • Eriverton da Silva Rodrigues IFSertãoPE
  • Adriana de Carvalho Figueiredo Rodrigues IFSertãoPE
  • Tetisuelma Leal Alves IFSertãoPE
  • Edilaine Pereira de Sousa IFSertãoPE

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v4i3.148

Palavras-chave:

radiação solar, temperatura, hortaliça, sustentabilidade

Resumo

A alface é uma das hortaliças mais difundidas atualmente, sendo cultivada por todo país, porém é bastante sensível a condições adversas de temperatura, sendo tradicionalmente mais adaptada às temperaturas amenas, produzindo melhor nas épocas mais frias do ano. Mediante o exposto, a presente pesquisa teve por objetivo avaliar os efeitos da temperatura, incidência da radiação solar sobre o desenvolvimento da alface, através do sombreamento obtido a partir de telas de sombrite usado convencionalmente e um dispositivo confeccionado com cabos de vassoura e embalagens de leite longa vida e similares. Foram feitas análises físicas relacionadas a radiação solar e temperatura e químicas relacionadas ao pH do solo, teor de umidade e cinzas das folhas. Os resultados obtidos a partir do experimento demonstraram que a proteção oferecida pelo dispositivo proporcionou um maior conforto térmico à cultura, devido à redução da temperatura. A repetição desse experimento em períodos mais quentes do ano pode resultar em diferenças de temperaturas mais acentuadas, o que pode influenciar significativamente no desenvolvimento e composição química da cultura.

Referências

ABAURRE, M. O.; PUIATTI, M.; CECON, P.

R.; COELHO, M. B.; HUAMAN, C. A.;

PEREIRA, F.H.F.; AQUINO, L. A.

Produtividade de duas cultivares de alface sob

malhas termorrefletoras e difusoras no cultivo

de outono-inverno. Horticultura Brasileira, v.

, p. 615, 2004.

BARROS, M. D. S; PEREIRA, M. C.;

RODRIGUES, E. S., MEDEIROS, R. S.;

SOUSA, E. P.; ALVES, T. L. Agrofísica:

utilização de embalagens reutilizáveis para

controlar a temperatura sobre o cultivo da

alface. Revista Semiárido De Visu, v. 3, n. 3,

p. 134-140, 2015.

LIMA, J. P. R.; GATTO, M. F. A economia

doSemiárido de Pernambuco: ainda “sem

produção”?. Economia e Desenvolvimento,

Recife, v. 13, n. 1, 2014.

LOPES, MC.; FREIER, M; MATTE, JD.;

GÄRTNER, M.; FRANZENER, G;

CASIMIRO, ELN.; SEVIGNANI, A. 2002.

Absorção de nutrientes por diferentes cultivares

de alface em cultivo hidropônico no período de

inverno. Horticultura Brasileira, 20.

(Suplemento 2, CD ROM).

MAKISHIMA, N. Cultivo de hortaliças.

Brasília:CNPH, 1992. 26 p.

OHSE, S. Rendimento, composição

centesimal e teores de nitrato e vitamina C

em alface sob hidropônica. 1999. 103 p.

(Doutorado em Fitotecnia) – Escola Superior

de Agricultura Luiz de Queiroz, universidade

de São Paulo, Piracicaba, SP, 1999.

OLIVEIRA, ACB.; SEDIYAMA, MAN.;

PEDROSA, MW.; GARCIA, NC.; GARCIA,

SLR. 2004. Divergência genética e descarte de

variáveis em alface cultivada sob sistema

hidropônico. Acta ScientiarumAgronomy 26:

-217.

OTONI, B.da S.; MOTA. W. F. da.; BELFORT,

G. R.; SILVA, A.R.S.; VIEIRA, J. C.B.;

ROCHA, L. de S. Produção de híbridos de

tomateiro cultivados sob diferentes

porcentagens desombreamento. Revista Ceres,

Viçosa, v.59, n.6, p.816-825, 2012.

SETÚBAL, J.W.; SILVA. A.M.R. Avaliação do

comportamento de alface de verão em

condições de calor no município de Teresina-

PI. Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v.10,

n.1, p.69, 1992.

SOUSA, C. S.; BONETTI, A. M.; GOULART

FILHO, L. R.; MACHADO, J. R. A.; LONDE,

L. N.; BAFFI, M. A.; RAMOS, R. G.; VIEIRA,

C. U.; KERR, W. E. Divergência genética

entre genótipos de alface por meio de

marcadores AFLP. Bragantia, v.66, p.11-16,

Downloads

Publicado

2016-12-31

Como Citar

SANTOS, D. de S. .; PEREIRA, M. de C. . .; RODRIGUES, E. da S. .; RODRIGUES , A. de C. F.; ALVES, T. L. .; SOUSA, E. P. de . Estudos físico-químicos da alface cultivada sob diferentes condições de sombreamento. Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 4, n. 3, p. 154–159, 2016. DOI: 10.31416/rsdv.v4i3.148. Disponível em: https://semiaridodevisu.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/148. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Ciências Agrárias - Artigos