Agrofísica: utilização de embalagens reutilizáveis para controlar a temperatura sobre o cultivo da alface

Autores

  • Marcelo de Campos Pereira IFSertãoPE
  • Maria Dara Souza Barros IFSertãoPE
  • Eriverton da Silva Rodrigues IFSertãoPE
  • Rômulo Sátiro de Medeiros IFSertãoPE
  • Edilaine Pereira de Sousa IFSertãoPE
  • Tetisuelma Leal Alves IFSertãoPE

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v3i3.166

Palavras-chave:

Radiação solar, sombreamento, luminosidade

Resumo

O projeto foi desenvolvido no primeiro semestre do ano de 2015, nas instalações do IF Sertão-PE, Campus Salgueiro numa área destinada ao cultivo de olerícolas. Para este estudo foi utilizada uma área de 1,0 m² por unidade experimental. Em cada unidade experimental foram plantadas duas plantas de alface. A diferença de temperatura sobre a alface foi estudada através de sombreamento obtido a partir do dispositivo confeccionado com embalagens usadas como recipientes de leite longa vida. As medidas foram realizadas em um intervalo de 20 minutos, entre às 10 horas e 10 horas e 20 minutos da manhã, sendo obtido um total de 10 medidas, uma a cada 2 minutos. Foram utilizadas três formas de medições de temperatura: uso de um termômetro infravermelho, uso de um multímetro digital no modo termômetro e o uso de um sensor de temperatura LM35 acoplado ao microcontrolador Arduino. Durante o experimento não ocorreu nenhum dano com a cultura da alface instalada abaixo do protótipo. Através da medição da temperatura foi observado que o sombreamento oferecido pelo protótipo foi eficiente, pois a temperatura interna ao protótipo esteve em média 10o C inferior em relação à temperatura aferida na parte externa, proporcionando um maior conforto térmico à cultura.

Referências

BEZERRA NETO, F.; ROCHA, R.C.C.;

NEGREIROS, M.Z.; ROCHA, R.H.;

QUEIROGA, R.C.F. Produtividade de alface

em função de condições de sombreamento e

temperatura e luminosidade elevadas.

Horticultura Brasileira, Brasília, v.23, n.2,

p.189-192, abr-jun 2005.

CAMARGO, M.B.P. Exigências bioclimáticas

e estimativa da produtividade para quatro

cultivares de soja no Estado de São Paulo.

Piracicaba, 1984, 96p. Tese (Mestrado em

Agrometeorologia) - Curso de Pós-raduação em

Agronomia, Escola Superior de Agricultura

“Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo,

CHANG, X.; ALDERSON, P. G.; WRIGHT, C.

J. Solar irradiance level alters the growth of

basil (OcimumbasilicumL.) and its content of

volatile oils. Environmental and

Experimental Botany, v.63, p.216 223, 2008.

DAN, H.A.; CARRIJO, M.S.; CARNEIRO,

D.F.; COSTA, K.A.de P.; SILVA, A.G.

Desempenho de plantas sorgo granífero sobre

condições de sombreamento. Acta

Scientiarum Agronomy, Maringá, v.32, n.4,

p.675-679, 2010.

FILGUEIRA, F. A. R. Novo manual de

olericultura: agrotecnologia moderna na

produção e comercialização de hortaliças. 2a

ed., UFV, 2003.

GATES, D. M. Transpiration and leaf

temperature. Ann. Rev. Plant Physiol., Palo

Alto, v. 19, p. 211–239, 1968.

GOMES, T.M.; BOTREL, T.A.; MODOLO,

V.A.; OLIVEIRA, R.F. Aplicação de CO2 via

água de irrigação na cultura da alface.

Horticultura Brasileira, Brasília, v. 23, n. 2, p

-319, abr-jun 2005.

LIMA, J. P. R.; GATTO, M. F. A economia do

Semiárido de Pernambuco: ainda “sem

produção”?. Economia e Desenvolvimento,

Recife, v. 13, n. 1, 2014.

OTONI, B. S.; MOTA. W. F.; BELFORT, G. R.;

SILVA, A.R.S.; VIEIRA, J. C.B.; ROCHA, L.

de S. Produção de híbridos de tomateiro

cultivados sob diferentes porcentagens de

sombreamento. Revista Ceres, Viçosa, v.59,

n.6, p.816-825, 2012.

PILAU, F. G. BONNECARRÈRE, R. A. G.;

NETO, D. D.; MEDEIROS, S. L. P.;

MANFRON, P. A. Condutância foliar à difusão

de vapor e transpiração em função da

temperatura da folha de plantas de alface sob

cultivo hidropônico. Revista Cientifica Rural,

Bagé, v. 9, n. 2, p. 106-112, 2004.

POLYSACK INDÚSTRIAS Ltda. Malhas

termorrefletoras aluminizadas. Disponível

em:

<http://www.polysack.com/index.php?page_id

=744> Acesso em: 20/05/2016.

PURQUERO L.F.V.; TIVELLI S.W.

Manejo do ambiente em cultivo

protegido. Informações Tecnológicas,

Campinas, 2006. In: IAC, 2006. Disponível

em:

<http://www.iac.sp.gov.br/Tecnologias/MANEJ

O_Cultivo_Protegido/Manejo_Cultivo_protegi

do.httm> Acesso em: 20/05/2016.

RADIN, B.; JÚNIOR, C.R.; MATZENAUER,

R.; BERGAMASCHI, H. Crescimento de

cultivares de alface conduzidas em estufa e a

campo. Horticultura Brasileira, Brasília, DF,

v.22, n.2, p.178-181, 2004.

RAMOS, J.E.L. Sombreamento e tipos de

recipientes na formação de mudas e

produção em alface. 1995. 56 f. (tese

mestrado) – ESAM, Mossoró-RN.

REIS, J.M.R., RODRIGUES, J.F., REIS, M.A.

Comportamento da alface crespa em função do

parcelamento da adubação de cobertura. Gl.

Sci. Technol., Rio Verde, v. 05, n. 02, p.24 –

, 2012.

RODRIGUES, A.B.; MARTINS, M.I.E.G.;

ARAÚJO, J.C.C. Avaliação econômica da

produção de alface em estufa . Informações

Econômicas, São Paulo, v.27, n.1, p.27-33,

SETÚBAL, J.W.; SILVA. A.M.R. Avaliação do

comportamento de alface de verão em

condições de calor no município de Teresina-

PI. Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v.10,

n.1, p.69, 1992.

SILVA, E. M. N. C. P. et al. Qualidade de alface

crespa cultivada em sistema orgânico,

convencional e hidropônico. Horticultura

Brasileira, v. 29, n. 02, p. 242-245, 2011.

SOUZA, JO; DALPIAN T; BRAZ, LT.

Desempenho de genótipos de alface crespa em

cultivo protegido. Horticultura Brasileira,

v.27: p.234-236, 2009.

VIEIRA, V.C.R.; CURY, D.M.L. Graus-dias

na cultura do arroz. In: Congresso brasileiro

de Agrometeorologia. Piracicaba-SP, 1997,

Anais. Piracicaba: SBA, 1997. p.47-49.

Downloads

Publicado

2015-12-31

Como Citar

PEREIRA , M. de C. .; BARROS, M. D. S.; RODRIGUES, E. da S. .; MEDEIROS , R. S. de .; SOUSA, E. P. de .; ALVES, T. L. . Agrofísica: utilização de embalagens reutilizáveis para controlar a temperatura sobre o cultivo da alface. Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 3, n. 3, p. 134–140, 2015. DOI: 10.31416/rsdv.v3i3.166. Disponível em: https://semiaridodevisu.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/166. Acesso em: 16 ago. 2022.

Edição

Seção

Ciências Agrárias - Artigos