Segurança Alimentar: Capacitação em Boas Práticas para Colaboradores de Escolas Públicas de Petrolina-PE

Autores

  • Keicy Layane Ribeiro Simplício IFSertãoPE
  • Ednaldo Gomes da Silva IFSertãoPE

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v8i1.67

Palavras-chave:

Alimento seguro, capacitação para o trabalho, boas práticas

Resumo

O termo segurança alimentar corresponde a garantia de acesso a alimentos com qualidade e segurança, de modo a não causar nenhum problema à saúde do consumidor. Para que se atinja esse fim, é indispensável a utilização de meios e mecanismos, tais como as boas práticas de fabricação e manipulação, análise de perigos e pontos críticos de controle, protocolos de procedimento operacional padrão e sistemas de qualidade 5S, entre outros. O ambiente escolar, por atender a uma grande demanda diária de merendas, se configura como meio onde o cuidado com o preparo das refeições requer atenção e treinamento constantes. Tendo em vista as considerações, este projeto visou capacitar merendeiras de escolas públicas estaduais da cidade de Petrolina-PE. Foram visitadas e capacitadas no total de onze escolas e vinte e quatro merendeiras, conforme o planejamento e cronograma da equipe técnica da secretaria de Educação.

Referências

ALMEIDA C. R. O sistema HACCP como instrumento para garantir a inocuidade dos alimentos. Higiene Alimentar. v. 12, n. 53, p. 12-20, 1998.

ANVISA. Cartilha sobre boas práticas para serviços de alimentação. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/documents /33916/389979/ Cartilha+Boas+Pr%C3%A1ticas+para+Servi%C3%A7os+de+Alimenta%C3%A7%C3%A3o/d8671f20-2dfc-4071-b516-d59598701af0>. Acesso em 20.04.2018.

AZEVEDO, R.T. Sistemas de gestão da segurança alimentar -introdução à norma ISO 22000. Disponível em: http://naturlink.pt/article.aspx?menuid=7&cid=93961&bl=1&viewall=true>. Acesso em 20.04.2018.

BECKER, B. Segurança alimentar. Disponívelem:<https://bdebecker.files.wordpress.com/2015/03/4-trabalho-modelo-formatado.pdf>.Acesso em 20.04.2018.

BRASIL. Ministério da Educação -PNAE. Resolução –RDC Nº 26, de 17 de Junho de 2013. Dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar aos alunos da educação básica. Brasília, DF, 17 de Junho de 2013.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária-ANVISA. Resolução –RDC Nº 14, de 28 de Março de 2014. Estabelecer as disposições gerais para avaliar a presença de matérias estranhas macroscópicas e microscópicas, indicativas de riscos à saúde humana e/ou as indicativas de falhas na aplicação das boas práticas na cadeia produtiva de alimentos e bebidas, e fixar seus limites de tolerância. Brasília, DF, 28 de Março de 2014.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância –ANVISA. Resolução –RDC Nº 275, de 21 de Outubro de 2002. Estabelecer Procedimentos Operacionais Padronizados que contribuam para a garantia das condições higiênico-sanitárias necessárias ao processamento/industrialização de alimentos, complementando as Boas Práticas de Fabricação. Brasília, DF, 21 de Outubro de 2002.

BRASIL. Agencia Nacional de Vigilância Sanitária-ANVISA. Resolução –RDC Nº 216, de 15 de Setembro de 2004. Estabelece procedimentos de boas práticas para serviço de alimentação, garantindo as condições higiênico-sanitárias do alimento preparado. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 17 setembro de 2004.

BRASIL, Ministério do Trabalho. Secretaria de Segurança e Saúde no Trabalho. Portaria nº24, de 29 de dezembro de 1994. Programa de controle Médico de Saúde Ocupacional (NR-7). Disponível em: http://redsang.ial.sp.gov.br/site/docs_leis/st/st13.pdf.

FLENGER, Marilene.; TEXEIRA, E. B. A implementação das boas práticas de fabricação de fabricação num restaurante de Ijuí/RS: uma estratégia para geração de conhecimento. Disponível em:<http://www.abepro.org.br/biblioteca/ENEGEP2004_Enegep0703_0474.pdf>. Acesso em 20.04.2018.

FANTINATO, S.R.C.; GARCIA, P.D. Estudo da resistência à mudança e sua interferência na implantação de um sistema de gestão da qualidade. Revista Espacios, v.38, n.34, p.30-43. Disponível em: http://www.revistaespacios.com/a17v38n34/a17v38n34p30.pdf. Acesso em 24.07.2018.

FREITAS, M.C.S.; PENA, P.G.L. Segurança alimentar e nutricional: a produção de conhecimento com ênfase nos aspectos da cultura.

GERMANO, P. M. L. et al. Manipuladores de Alimentos: Capacita? É preciso. Regulamentar? Será preciso? Higiene Alimentar, São Paulo. 2000.

GERMANO M.I.S. Promoção da saúde: desafio para os profissionais envolvidos no treinamento de manipuladores de alimentos [tese]. São Paulo: Universidade de São Paulo; 2002.GERMANO, P.M.L.;

GERMANO, M.I.S. Higiene e Vigilância Sanitária de Alimentos. 2.ed. ver. ampl. São Paulo: Varela, 2003.

GÓES, J. A. et al. Capacitação dos manipuladores de alimentos e a qualidade da alimentação servida. Higiene Alimenta, São Paulo. 2001.

LEITE, Catarina Lima; CARDOSO, Ryzia de Cassia Vieira; GÓES, José Ângelo Wenceslau; FIGUEIREDO, Karla Vila Nova de Araújo; SILVA, Edleuza Oliveira; BEZERRIL, Mariângela Melo; VIDAL JÚNIOR, Permínio Oliveira; SANTANA, Aisi Anne Carvalho. Formação para merendeiras: uma proposta metodológica aplicada em escolas estaduais atendidas pelo programa nacional de alimentação escolar, em Salvador, Bahia. Rev. Nutr., Campinas, 24(2):275-285, mar./abr., 2011.

MACHADO, L.A. Segurança alimentar e nutricional e soberania alimentar. Disponível em: <http://www4.planalto.gov.br/consea/acesso-a-informacao/institucional/conceitos>. Acesso em 20.04.2018.

MENEZES, F. Panorama atual da segurança alimentar no Brasil. Disponível em: <http://amar-bresil.pagesperso-orange.fr/documents/secual/san.html>. Acesso em 20.04.2018.

Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. (2004) Resolução-RDC nº. 216, de 15 de setembro de 2004. Brasília.

NASCIMENTO, F. das C. A. do. Aspectos Sócio -Econômicos das Doenças Veiculadas pelos Alimentos. Nutrição em Pauta, São Paulo, 2000.

NASSIF, L.N. FDA admite: carne de frango contém cancerígeno. Disponível em: <http://advivo.com.br/comentario/re-fda-admite-carne-de-frango-contem-cancerigeno-13>. Acesso em 20.04.2018.

PANZA, S. G. A.;BROTHERHOOD, R.; ANDREOTTI, A.; REZENDE, C.; BALERONI, F. H.;PAROSCHI, V. H. B. Avaliação das Condições Higiênico-Sanitárias Durante a Manipulação dos Alimentos, em um Restaurante Universitário, Antes e Depois do Treinamento dos Manipuladores. São Paulo: ANATEC,2006.

PISTORE, A.R.; GELINSKIB, J.M.L.N. Avaliação dos conhecimentos higiênico-sanitários dos manipuladores de merenda escolar: fundamento para treinamento contínuo e adequado. Revista Higiene Alimentar, São Paulo, v.20, n. 146, p.17-20. Nov-2006.

NATALI, M. Praticando o 5S: na indústria, comércio e vida pessoal. São Paulo: Editora STS, 1995. 101p.

PRAXEDES, P. C. G. Aspectos da qualidade higiênico sanitária de alimentos consumidos e comercializados na cidade de São Remo. 2003. 120 f. Dissertação (Mestrado em Epidemiologia Experimental e Aplicada ao Controle das Zoonoses) -Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

SENN. D. Introdução à segurança alimentar. Disponível em: http://archive.sswm.info/print/8235?tid=3225. Acesso em 21.04.2018.

Secretária da Saúde. Órgão de Vigilância Sanitária Estadual e Municipal. (2014) Portaria Nº 1224/2014.

SCARPARO ALS, BALDASSO PL, LOPES EFS, VENZKE JG, ROCKETT FC. Material orientativo para formação de manipuladores de alimentos que atuam na alimentação escolar. Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição do Escolar da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (CECANE UFRGS). Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Brasília (DF): Ministério da Educação, 2014.

SILVA, Valteneide Bitencourt; CARDOSO, Ryzia de Cássia Vieira. Controle da qualidade higiênico-sanitária na recepção e no armazenamento de alimentos: um estudo em escolas públicas municipais de Salvador, Bahia. 2011. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8634687/2606. Acesso em 21.07.2018.

SOUZA, L. H. L. A manipulação inadequada dos alimentos: fator de contaminação. Higiene Alimentar, v. 20, n.146, p. 32-39, 2006.

TROMBETA, A. Os desafios da manutenção para 2016.Disponível em: <https://pt.linkedin.com/pulse/os-desafios-da-manuten%C3%A7%C3%A3o-para-2016-me-alessandro-trombeta-mba>. Acesso em 20.04.2018.

Downloads

Publicado

2020-04-30

Como Citar

SIMPLÍCIO, K. L. R. .; SILVA, E. G. da . Segurança Alimentar: Capacitação em Boas Práticas para Colaboradores de Escolas Públicas de Petrolina-PE. Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 8, n. 1, p. 15–27, 2020. DOI: 10.31416/rsdv.v8i1.67. Disponível em: https://semiaridodevisu.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/67. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Ciências Agrárias - Artigos