Análise espaço-temporal da vegetação no semiárido do Nordeste brasileiro utilizando parâmetros biofísicos

Autores

  • Geovane de Andrade Silva Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Carolyne Wanessa Lins de Andrade Farias Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v9i3.232

Palavras-chave:

Sensoriamento Remoto, NDVI, NDWI

Resumo

O objetivo do trabalho consiste em realizar uma análise espaço-temporal da vegetação em um município do semiárido do Nordeste brasileiro por meio de índices biofísicos, utilizando técnicas de geoprocessamento e sensoriamento remoto. O estudo foi realizado na cidade de Parnamirim – PE. Os índices biofísicos utilizados foram o Índice de Vegetação por Diferença Normalizada (NDVI) e o Índice de Umidade por Diferença Normalizada (NDWI), gerados a partir da análise de imagens orbitais do satélite Landsat 8, referentes aos anos de 2015 e 2019, para o período chuvoso, e 2016 e 2020, considerando o período seco da região. Conclui-se que o período chuvoso de 2019 apresentou maior exuberância da vegetação e maior presença de água no ambiente, quando comparado ao ano de 2015. No período seco, verificou-se que 2020 foi caracterizado por maiores densidades de vegetação e presença de água em relação ao ano de 2016.

Referências

AZEVEDO, E.C.; MANGABEIRA, J.A.C. Mapeamento de uso das terras utilizando processamento digital de imagem de sensoriamento remoto. Comunicado Técnico, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, 7: 5-16, 2001.
BILAR, A.B.C.; PIMENTEL, R.M.M.; CERQUEIRA, M.A. Monitoramento da cobertura vegetal através de índices biofísicos e gestão de áreas protegidas. Geosul, 33(68): 236-259, 2018.
BRITO, P.V.S.; MORAIS, Y.C.B.; FERREIRA, H.S., SILVA, J.F.; GALVÍNCIO, J.D. Análise comparativa da umidade da vegetação de áreas de caatinga preservada, agricultura irrigada e sequeiro. Jounal of Environmental Analysis and Progress, 02(03): 493-498, 2017.
FREIRE, N.C.F.; PACHECO, A.P. Mapas como expressão de poder e legitimação sobre o território: uma breve evolução histórica da cartografia como objeto de interesse de distintos grupos sociais. In: Anais do III Simpósio Brasileiro de Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação, Recife, 2010, 1-09, 2010.
GAO, B.C. NDWI - A normalized difference water index for remote sensing of vegetation liquid water from space. Remote Sensing of Environment, 58: 257-266, 1996.
GONZAGA, E.P.; SANTOS, V.V.; NICÁCIO, R.M. Análise do comportamento do NDVI e NDWI em períodos de diferentes intensidades pluviométricas no Sertão alagoano. In: Anais do Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Curitiba, 2011, 1736-1743, 2011.
ITO, M.H.; FILHO, H.F.; CONTI, L.A. Uso do software livre QGIS (Quantum GIS) para ensino de geoprocessamento em nível superior. Revista cartográfica, 94: 127-148, 2017.
SILVA JÚNIOR, J.A.; MORAES, V.S.; CANDEIAS, A.L.B.; JÚNIOR, J.R.T. Análise do NDVI e NDWI e umidade local no munícipio de Água Branca – AL. In: Anais do Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia, Maceió, 2018, 1 – 5, 2018.
LACERDA, F.F.; LOPES, G.M.B.; ALBUQUERQUE, M.M. Viveiros educadores na caatinga - mitigação aos efeitos da mudança do clima no semiárido brasileiro. Agrometeoros, 26(2): 353-361, 2018.
LIMA, L.B; CARVALHO, H.D.S. A evolução de vegetação e água como indicadores da ocorrência de desmatamento na APA Serra Branca/Raso da Catarina em Jeremoabo-BA. In: Anais do XIX Encontro Nacional de Geógrafos, João Pessoa, 2018, 1-11, 2018.
MARENGO, J.A.; ALVES, ML.; BESERRA, E. A.; LACERDA, F.F. Variabilidade e mudanças climáticas no semiárido brasileiro. Org. por Medeiros, S.S.; Gheyi, H.R.; Galvão, C.O.; Paz, V.P.S., Instituto Nacional do Semiárido (INSA), Campina Grande – PB, 383-423, 2011.
OLIVEIRA, T.H.; SILVA, J.S.; MACHADO, C.C.C.; GALVINCIO, J.D.; NÓBREGA, R.S.; PIMENTEL, R.M.M. Detecção espaço- temporal de estresse hídrico na vegetação do semiárido no nordeste do Brasil utilizando NDVI e NDWI - Estudo de caso Serra da Capivara e Serra do Congo – PI. In: Anais do VI Seminário latino Americano de Geografia Física, Coimbra, 2010.
REBOUÇAS, I.S.; DUARTE, C.R.; SILVA NETO, C.A.; MIRANDA, M.P. Aplicação do Índice de Vegetação da Diferença Normalizada (NDVI) e Água (NDWI) para análise de depósitos argilosos e arenosos no baixo curso do Rio Jaguaribe/CE. In: Anais do XIX Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Santos, 2019, 183-186, 2019.
ROUSE, J.W.; HAAS, R.H.; SCHELL, J.A.; DEERING, D.W. Monitoring vegetation systems in the great plains with ERTS. In: Third Earth Resources Technology Satellite Symposium, Washington, 1973, 309-317, 1973.
SANTOS, S.R.Q.; CUNHA, A.P.M.A.; RIBEIRO-NETO, G.G. Avaliação de dados de precipitação para o monitoramento do padrão espaço-temporal da seca no Nordeste do Brasil. Revista Brasileira de Climatologia, 25: 80-100, 2019.

Downloads

Publicado

2021-12-09

Como Citar

DE ANDRADE SILVA, G.; FARIAS, C. W. L. de A. Análise espaço-temporal da vegetação no semiárido do Nordeste brasileiro utilizando parâmetros biofísicos. Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 9, n. 3, p. 195–203, 2021. DOI: 10.31416/rsdv.v9i3.232. Disponível em: https://semiaridodevisu.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/232. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Ciências Agrárias - Artigos