A Docência em contexto pandêmico e os impactos na subjetividade

Autores

  • Milena Santos Gonçalves Universidade Federal De Pelotas https://orcid.org/0009-0008-1725-6682
  • Ana Paula Menna Alves Universidade Federal de Pelotas
  • Josimara Wikboldt Schwantz Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v12i2.1062

Palavras-chave:

Criação, Profissão docente, Ensino remoto emergencial, Sujeitos

Resumo

No contexto desafiador da pandemia de COVID-19, o ensino passou por uma transição abrupta do presencial para o Ensino Remoto Emergencial (ERE), impulsionado pela necessidade de distanciamento social. Este novo paradigma educacional apresenta desafios e oportunidades, especialmente no que diz respeito à formação de professores e à dimensão subjetiva envolvida. O objetivo deste estudo foi entender o ERE, concentrando-se nas estratégias adotadas pelos docentes para enfrentar as adversidades e promover novas abordagens de ensino/aprendizagem. A pergunta orientadora é: Quais são os impactos na condição subjetiva dos professores diante do desafio imposto pelo ERE? Realizamos uma revisão bibliográfica, selecionando 21 artigos de um total de 60 com foco em "práticas pedagógicas no ensino remoto". As fontes utilizadas foram extraídas dos bancos de dados da Scielo, Portal da Capes, Google Acadêmico e Academia.edu. Categorizamos os estudos em ERE na educação básica, no ensino superior e ERE de maneira geral. Utilizando critérios pré-definidos, apresentaremos os achados da categoria ERE de maneira geral em sete artigos. Nossas análises são fundamentadas em estudos teóricos, incorporando perspectivas de Deleuze (1987), Guattari (2012) e Corazza (2013). Esses referenciais contribuem para compreender o processo de criação docente em contexto de ERE numa perspectiva pós-estruturalista, impactando não apenas a prática profissional, mas também a autoimagem e a compreensão do professor enquanto profissional do social.

 

 

Referências

BARROS, R. Ensinar e aprender em tempos pandêmicos: (re)inventando práticas pedagógicas. Revista Educação Pública, Rio de Janeiro, v. 21, n. 44, p. 1-8, dez. 2021.

BOCK, A. M. B.; FURTADO, O.; TEIXEIRA, M. L. T. Psicologias: uma introdução ao estudo de psicologia. 15. ed. São Paulo: Saraiva Educação, 2018.

BRASIL. Portaria n° 343/2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação de pandemia do Novo Coronavírus - COVID-19. Brasília, DF, 2020.

BRASIL. Portaria nº 544/2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais, enquanto durar a situação de pandemia do novo coronavírus - COVID-19 e revoga as Portarias MEC nº 343, de 17 de março de 2020, nº 345, de 19 de março de 2020, e nº 473, de 12 de maio de 2020. Brasília, DF, 2020.

COSTA, B. G. S.; ESPIGÃO, H. S.; PINTO, M. R. Professor ou Youtuber? A crise da COVID-19, as mudanças de práticas sociais e a adoção de tecnologias para o ensino remoto. Cadernos EBAPE.BR, Rio de Janeiro, v. 20, n. 3, maio/jun. 2022.

DELEUZE, G. O ato de criação. Trad. José Marcos Macedo. Folha de São Paulo, São Paulo, 27 jun. 1999. Caderno Mais, p. 4.

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. O que é a filosofia? 3. ed. Trad. Bento Prado Jr. e Alberto Alonso Muñoz. Rio de Janeiro: Ed. 34, 2010.

GUATTARI, F. Caosmose: um novo paradigma estético. 2. ed. Trad. Ana Lúcia de Oliveira e Lúcia Cláudia Leão. São Paulo: Editora 34, 2012.

LIMA, G. S. N. Os desafios encontrados pela docência no ensino remoto em tempos de pandemia da covid-19: uma revisão bibliográfica. Revista Ibero-Americana de Humanidades, Ciências e Educação, São Paulo, v.7, n. 8. p. 860-873, ago. 2021.

LOBO, T.; OLIVEIRA, R. R.; CASTRO, M. C. Inventar, reinventar e narrar: práticas pedagógicas durante o isolamento social. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto) biográfica, Salvador, v. 6, n. 17, p. 312-327, jan./abr. 2021.

MARTINS, V.; CASTRO, B.R.; TRANCOSO, M. V. Criações e percepções docentes no ensino remoto durante a pandemia de COVID-19: uma pesquisa com os cotidianos. Revista Interinstitucional Artes de Educar, Rio de Janeiro, v. 6, n. Especial, p. 157-182, jun./out. 2020.

MESQUITA, S. S. A.; SOUZA, M. I. G. F. M. Lógicas de ação docente em tempos de pandemia: entre inovações pedagógicas e a manutenção da forma escolar. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 22, n. 73, p. 934-959, abr./jun. 2022.

VIEIRA, J.; CARDOSO, C.; SILVA, E. Aprendizagem remota em tempos de pandemia: reflexões sobre a prática docente. Research, Society and Development, v. 10, n. 13, e470101321329, 2021.

Downloads

Publicado

2024-06-07

Como Citar

GONÇALVES, M. S.; ALVES, A. P. M.; SCHWANTZ, J. W. A Docência em contexto pandêmico e os impactos na subjetividade. Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 12, n. 2, p. 807–822, 2024. DOI: 10.31416/rsdv.v12i2.1062. Disponível em: https://semiaridodevisu.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/1062. Acesso em: 12 jun. 2024.

Edição

Seção

Ciências Humanas - Artigos