A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NAS EMPRESAS COMO ESTRATÉGIA DE SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL

Autores

  • Alessandro Menezes de Brito Universidade do Estado da Bahia
  • Ricardo José Rocha Amorim Universidade do Estado da Bahia / FACAPE
  • Dinani Gomes Amorim Universidade do Estado da Bahia / FACAPE

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v12i2.831

Palavras-chave:

Educação corporativa, Sustentabilidade empresarial

Resumo

A Educação Ambiental (EA) vem ganhando importância na sociedade, principalmente devido à necessidade urgente de reverter o quadro de degradação ambiental global, consequentemente, a Educação Ambiental Corporativa (EAC) é uma prática socioeducativa que promove a sustentabilidade ambiental e aumenta a conscientização dos funcionários no próprio ambiente de trabalho. O objetivo deste artigo foi identificar as práticas de educação ambiental implementadas pelas empresas, bem como suas implicações sociais e empresariais, utilizando-se de quatro bases de dados: Scielo, Scopus, Web of Science e Google Acadêmico, portanto, foi realizado um mapeamento sistemático da literatura nas línguas portuguesa e inglesa. Assim, foram encontrados artigos que atendiam aos critérios de inclusão e exclusão, e as análises mostraram que os programas de EA nas empresas não tinham sucesso. As melhorias desses programas podem ajudar os funcionários a pensarem e desenvolver ações importantes para política, prática e promoção do desenvolvimento sustentável em seus sistemas organizacionais, mas eles precisam ser melhorados.

Biografia do Autor

Ricardo José Rocha Amorim, Universidade do Estado da Bahia / FACAPE

Doutor/Ciência da Computação

UNEB-Universidade do Estado da Bahia – Campus III. v, R. Edgar Chastinet, s/n - São Geraldo, Juazeiro - BA, 48900-000 / Telefone: (74) 3611-7363/ E-mail: ricardo.facape@gmail.com

Dinani Gomes Amorim, Universidade do Estado da Bahia / FACAPE

Doutora/Ciência da Computação

UNEB-Universidade do Estado da Bahia – Campus III. v, R. Edgar Chastinet, s/n - São Geraldo, Juazeiro - BA, 48900-000 / Telefone: (74) 3611-7363/ E-mail: dinani.amorim@facape.br

Referências

ALVES, V. S. S. Um olhar geográfico sobre a educação ambiental empresarial no Supermercado Pão de Açúcar, Teresina-PI. Ambiente & Educação, v. 24, n. 1, p. 117–144, 2019.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições, n. 70, 2011.

BIAGIOTTO, R. H.; AZEVEDO, M. A. R. Formação de agentes ambientais em diferentes espaços profissionais. Revista de Educação Ambiental, v. 24, p. 353–379, 2019.

BONATO, S. V. Análise das práticas de Educação Ambiental das cervejarias do Rio Grande do Sul. Rev. Eletrônica Mestr. Educ. Ambient., v. 37, n. 3, p. 9–26, 2020.

BORGES, Simone; REIS, Helena; DURELLI, Vinícius; BITTENCOURT, Ig; JAQUES, Patrícia; ISOTANI, Seiji. Gamificação aplicada à educação: um mapeamento sistemático. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO, 2.; SIMPÓSIOBRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO, 24., 2013, Campinas. Anais [...] Campinas: Sociedade Brasileira de Computação, 2013.

CAPPELLARI, N.; STEFANI, S. R.; CASTRO, M. DE. A institucionalização da sustentabilidade organizacional na Itaipu Binacional. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa, v. 20, n. 1, p. 117–139, 1 jan. 2021.

CARVALHO, A. H. de O.; XAVIER, G. P.; CARVALHO, V. Ágda de O. A Educação Ambiental na perspectiva dos estudantes do curso de pós-graduação do IFES, campus Ibatiba. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), [S. l.], v. 16, n. 5, p. 156–174, 2021.

COSTA, L. A.; SALVADOR, L. N. Ambiente de Aprendizagem Presencial e Virtual integrados com a Computação Ubíqua: Um Mapeamento Sistemático da Literatura. Nuevas Ideas En Informática Educativa –TISE. v. 11, n. 1, p. 2011-220. 2015.

DOWBOR, L. Conhecimento, educação e comunicação. XXII Encontro Anual da ANPOCS. Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais. Caxambu – MG, Brasil. 27 a 31 de outubro, 1998.

ESPÍNDOLA, I. B.; RIBEIRO, W. C. Cidades e mudanças climáticas: desafios para os planos diretores municipais brasileiros. Cadernos Metrópole, n. 22, p. 365-396, 2020.

FONSECA, R. G.; BERNARDES, M. B. J. Formação e ação: reflexões sobre a Educação Ambiental no curso de graduação em geografia da Universidade de Coimbra - Portugal. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 10, n. 4, p. 40–57, 2015.

HOFER, C.; CANTOR, D. E.; DAI, J. The competitive determinates of a firm's environmental management activities: evidence form U.S. manufacturing industries. Journal of Operations Management, n. 30, p. 69-84, 2012.

HOLT, D. The role and impact of the business school curriculum in shaping environmental education at Middlesex University. International Journal of Sustainability in Higher Education, v. 4, n. 4, p. 324–343, 2003.

KINCHESCKI, R. Educação corporativa ambiental: o estudo de caso do primeiro tabelionato de notas e protesto de palhoça na campanha de coleta de resíduos eletroeletrônicos. Revista de Extensão e Iniciação Científica da UniSociesc, v. 5, n. 2, p. 1–19, 2018.

LAVORATO, M. As Vantagens do Benchmarking Ambiental. Revista Produção Online, v. 4, n. 2, 2004.

MESSIAS, E. R.; MACHADO, V. R. P.; NUNES, G. Educação ambiental na sociedade de risco: o papel das iniciativas ambientais do setor empresarial na promoção de uma nova consciência ambiental. Revista Internacional de Direito Ambiental, n. June, p. 113–132, 2020.

MUSSATTO, S.; DRAGONE, G.; ROBERTO, I.C. Brewers' spent grain: generation, characteristics and potential applications. Journal of Cereal Science, n. 43, p. 1-14, 2006.

PAIM, E. G.; RIPOLL, D. Educação ambiental corporativa: estratégias de marketing para a produção de sujeitos consumidores ambientalmente responsáveis. Textura Canoas, n. 21-22, p. 125-141, 2010.

PALMA, L. C.; ALVES, N. B.; SILVA, T. N. Educação para sustentabilidade: a construção de caminhos no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS). Revista de Administração Mackenzie, Edição Especial, v. 14, n. 3, p. 83-118, maio/jun. 2013.

PATINO, C. M.; FERREIRA, J. C. Inclusion and exclusion criteria in research studies: definitions and why they matter. Jornal Brasileiro de Pneumologia, v. 44, n. 2, p. 84–84, 2018.

PEDRINI, A.; PELLICCIONE, N. Educação Ambiental Empresarial no Brasil: uma análise exploratória sobre sua qualidade conceitual. Disponível em: http://rearj.com/wpcontent/uploads/2008/09/artigoeaebmundoevidauff31102006_versao_pdf.pdf. Acesso em: 08 abr. 2022.

RYAZANOVA, N.; LOBZHANIDZE, N.; SUBBOTINA, E. The architecture of the corporate training system in the system of non-formal environmental education for sustainable development in Russia. E3S Web of Conferences. Anais... EDP Sciences, 2021.

SHIMANO, S.; OFEI-MANU, P. In Transition towards Sustainability: Bridging the Business and Education Sectors of RCE Greater Sendai using ESD - based Social Learning. 1st World Sustainability Forum, p. 757, 2019.

SILVA, A. M., REBOUÇAS, S. M. D. P. Construção e Validação de uma Escala de Avaliação da Percepção da Educação Ambiental em uma Instituição de Ensino. Encontro Internacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente – Engema. 2013.

SOUZA, Vera Lúcia de. Gestão de desempenho: julgamento ou diálogo? Editora FGV, Rio de Janeiro, 2006.

SOUZA FILHO, J. M., COIMBRA, D. B., MESQUITA, R. F. LUNA, R. A. Análise do Comportamento Ecológico de Estudantes de Administração. REAd. Rev. eletrôn. adm. (Porto Alegre). Porto Alegre, v. 21, n. 2, May/Aug. 2015.

STORTTI, M. A.; BARBOSA, A. Educação Ambiental e licenciamento ambiental, consenso ou embate? Análise a partir dos trabalhos do EPEA. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), [S. l.], v. 17, n. 4, p. 145–165, 2022.

VARELA, C. A.; HELLU, J. L. Gestão da educação ambiental corporativa voltada para o descarte de resíduos eletroeletrônicos, pelas instituições financeiras no Brasil. XIX Engema, 2017.

VIEIRA, L. R. S. O papel da educação ambiental em empresas. IETEC-Instituto de Educação Tecnológica. Disponível em: http://www.techoje.com.br/site/techoje/categoria/detalhe_artigo/136. Acesso em: 6 abr. 2022.

VITORASSI, S.; TROBAT, M. F. O. SORRENTINO, M. Programa de Educação Ambiental de Itaipu: avanços e desafios de uma experiência de enraizamento da educação ambiental na Bacia Hidrográfica do Paraná 3. Olhar de Professor, v. 14, n. 2, p. 351–367, 2011.

Downloads

Publicado

2024-06-07

Como Citar

MENEZES DE BRITO, A.; AMORIM, R. J. R.; AMORIM, D. G. A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NAS EMPRESAS COMO ESTRATÉGIA DE SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL. Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 12, n. 2, p. 1042–1054, 2024. DOI: 10.31416/rsdv.v12i2.831. Disponível em: https://semiaridodevisu.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/831. Acesso em: 13 jun. 2024.