Estratégias didáticas para o ensino de botânica na Educação Básica: uma revisão bibliográfica

Autores

  • Hélio Souza dos Reis Universidade do Estado da Bahia
  • Neuber Santos Duarte Universidade do Estado da Bahia
  • Maria José Souza Pinho Universidade do Estado da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v12i2.638

Palavras-chave:

Aprendizagem em Biologia, Ensino de Ciências, Recursos didáticos

Resumo

Despertar nos alunos o interesse pela botânica pode ser algo desafiador em algumas salas de aula, principalmente se o ensino for baseado em procedimentos pedagógicos tradicionais, como aqueles restritos ao uso exclusivo de livros didáticos e exposição dos conteúdos. Para reverter essa situação, nota-se que é imprescindível a utilização de metodologias que tornem o ensino mais contextualizado e dinâmico. Desta forma, esta pesquisa buscou investigar a utilização de estratégias didáticas no ensino e aprendizagem da botânica na Educação Básica. Os procedimentos metodológicos se basearam em uma revisão de literatura de abordagem exploratória, utilizando três bases de dados: SciELO, CAPES e Google Scholar. Alguns dos critérios de inclusão para busca foram: artigos publicados entre 2014 e 2021 de natureza empírica que abordam temáticas a respeito da produção e validação de alguma estratégia didática para o ensino e aprendizagem da botânica. Essa análise evidenciou que a utilização de recursos pedagógicos diferenciados, que fogem do tradicional, tornam o ensino mais dinâmico, atrativo e contribui para a compreensão de conhecimentos dos conteúdos da botânica pelos estudantes.

Referências

AMADEU, S. O.; MACIEL, M. D. A. Dificuldade dos professores de educação básica em implantar o ensino prático de botânica. Revista de Produção Discente em Educação Matemática, São Paulo, v. 3, n. 2, p. 225-235, 2014.

BARBOSA, M. G. P.; SANTOS, J. W. M.; SILVA, F. C. L.; GUILHERME, B. C. O ensino de botânica por meio de sequência didática: uma experiência no ensino de ciências com aulas práticas. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 6, n. 7, p. 45105-45122, jul. 2020.

BEZERRA, A. et al. O ensino de botânica por meio da confecção de velas com essências naturais de plantas medicinais em uma escola pública em Porto Velho-RO. Biota Amazônia, Macapá, v. 7, n. 4, p. 17-19, set./nov. 2017.

BEZERRA, A.; RODRIGUES, D. V.; CAVALCANTE, F. S.; NOGUEIRA, P. G.; LIMA, R. A. Ensinando botânica por meio da confecção de sabonetes de plantas medicinais. Revista Multidisciplinar em Educação, v. 5, n. 11, p. 147-158, maio/ago. 2018.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2018. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf>. Acesso em: 13 fev. 2022.

BRASIL. Orientações Curriculares para o Ensino Médio: Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. v. 2. Brasília: MEC/Secretária de Educação Básica, 2006. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/book_volume_02_internet.pdf>. Acesso em: 23 fev. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio Parte III – Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Brasília: MEC, 2000. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/blegais.pdf>. Acesso em: 09 fev. 2022.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ciências Naturais. Terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/ciencias.pdf>. Acesso em: 09 fev. 2022.

CANCIAN, M. A. E.; FRENEDOZO, R. C. Cultivo de briófitas em laboratório para utilização como recurso didático no ensino médio. RenCiMa, v. 1, n. 1, p. 1-8, 2010.

CARVALHO, R. S. C.; MIRANDA, S. C.; DE-CARVALHO, P. S. O ensino de botânica na Educação Básica – Reflexos na aprendizagem dos alunos. Research, Society and Development, v. 10, n. 9, e39910918159, 2021.

CAVALCANTE, F. S.; SILVA, D. A.; FREITAS, J. F.; LIMA, R. A. O ensino-aprendizagem de pteridófitas por meio da aula prática em uma escola pública no município de Porto Velho-RO. Journal of Basic Edication, Tachnical and Technological, v. 3, n. 2, p. 10-15, 2016.

CORTE, V. B.; SARAIVA, F. G.; PERIN, I. T. A. L. Modelos didáticos como estratégia investigativa e colaborativa para o ensino de botânica. Revista Pedagógica, v. 20, n. 44, p. 172-196, maio/ago. 2018.

DIAS, F. Y. E. C. et al. O papel da Feira de Ciências como estratégia motivadora para o ensino de botânica na educação básica. Hoehnea, v. 47, n. e552019, p. 1-12, 2020.

EDSON-CHAVES, B. et al. Ludo Vegetal: uma nova alternativa para a aprendizagem de botânica. Revista Brasileira de Biociências, Porto Alegre, v. 13, n. 3, p. 194-200, jul./set. 2015.

FIGUEIREDO, J. A.; COUTINHO, F. A.; AMARAL, F. C. O ensino de botânica em uma abordagem ciência, tecnologia e sociedade. Anais.., II Seminário Hispano Brasileiro – CTS, p. 488-498, 2012.

FREIRE, G. S.; BANDEIRA, R. P. C.; ARAÚJO, Y. L. F. M. Alfabetização científica para o ensino de botânica através da criação de um mini-herbário. Holos, v. 8, n. e5641, p. 1-16, 2021.

FREITAS, J. F.; ALMEIDA, D. A. S.; CAVALCANTE, F. S.; LIMA, R. A. O ensino-aprendizagem de briófitas em uma escola pública do município de Porto Velho-RO. Biota Amazônia, Macapá, v. 8, n. 4, p. 42-44, 2018.

FREITAS, K. C.; VASQUES, D. T.; URSI, S. Panorama da abordagem dos conteúdos de botânica nos documentos norteadores da Educação Básica brasileira. In: VASQUES, D. T.; FREITAS, K. C.; URSI, S. (Org.). Aprendizado ativo no ensino de botânica. São Paulo: Instituto de Biociências, 2012. p. 32-51.

GALVÃO, M. C. B.; RICARTE, I. L. M. Revisão sistemática da literatura: conceituação, produção e publicação. LOGEION: Filosofia da informação, Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, p. 57-73, set./fev. 2020.

KATON, G. F.; TOWATA, N.; SAITO, L. C. A. A cegueira botânica e o uso de estratégias para o ensino de botânica. In: LOPEZ, A. M. et al. (Org.). Botânica no Inverno 2013. São Paulo: Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo, 2012. p. 179-182.

LEITE, P. R. M.; ANDRADE, A. O.; SILVA, V. V.; SANTOS, A. M. O ensino da biologia como uma ferramenta social, critica e educacional. Revista Ensino de Ciências e Humanidades – Cidadania, Diversidade e Bem Estar, v. 1, n. 1, p. 400-413, 2017.

LIMA, E. G. et al. A importância do ensino da botânica na educação básica. Anais... 8º Fórum de ensino, pesquisa, extensão e gestão. Universidade: saberes e práticas inovadoras, p. 1-3, 2014.

MELO, E. A.; ABREU, F. F.; ANDRADE, A. B.; ARAÚJO, M. I. O. A aprendizagem de botânica no ensino fundamental: dificuldades e desafios. Scientia Plena, v. 8., n. 10, p. 1-8, 2012.

MOREIRA, W. Revisão de literatura e desenvolvimento científico: conceitos e estratégias para confecção. n. 1. Lorena: Janus, 2004.

NASCIMENTO, B. M. et al. Propostas pedagógicas para o ensino de Botânica nas aulas de Ciências: diminuindo entraves. Revista Electrónica de Ensenanza de las Ciencias, v. 16, n. 2, p. 298-315, 2017.

NUNES, J. A.; PEÇANHA, R. S. Ações para o ensino e aprendizagem facilitados em botânica nas escolas do ensino básico. Revista Guará, ano VI, n. X, p. 37-49, 2018.

SALATINO, A.; BUCKERIDG, M. “Mas de que te serve saber botânica?”. Estudos avançados, v. 30, n. 87, p. 177-196, 2016.

SALEH, E. O. L.; ALMEIDA, P. M.; MARTINS, F. A. Sequências didáticas aplicadas ao ensino de biologia: metodologias ativas. v. 1. Teresina: FUESPI, 2020.

SANTOS JÚNIOR, J. L.; SANTOS, L. S.; MEIADO, M. V.; SILVA, E. C. Recursos didáticos para o processo de ensino-aprendizagem de conteúdos botânicos para Educação Básica. Research, Society and Development, v. 10, n. 13, e448101321500, 2021.

SEGURA, E.; KALHIL, J. B. A metodologia ativa como proposta para o ensino de ciências. Revista da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, n. 03, p. 87-98, dez. 2015.

SILVA, C. D. D.; SILVA, A. P. Os mapas conceituais como recurso didático potencialmente significativo no percurso da aprendizagem da botânica. Revista de Educação, Ciências e Matemática, v. 9, n. 1, p. 143-165, jan./dez. 2019.

SIQUEIRA, I. S.; PIOCHON, E. F. M.; MARIANO-DA-SILVA, S. Uma abordagem prática da botânica no ensino médio: este assunto contribui com a construção dos conhecimentos dos alunos?. Arq Mudi, v. 11, n. 1, p. 5-12, 2007.

SOUZA, C. A. S.; PRATA, A. P. N.; MAKNAMARA, M. Utilização de frutos da vegetação de Sergipe como recurso didático para o ensino de Ciências e Biologia. Ciência em Tela, v. 7, n. 2, p. 1-9, 2014.

STANSKI, C.; LUZ, C. F. P.; RODRIGUES, A. R. F.; NOGUEIRA, M. K. F. S. Ensino de botânica no ensino fundamental: estudando o pólen por meio de multimodos. Hoehnea, v. 43, n. 1, p. 19-25, 2016.

URSI, S.; BARBOSA, P. P.; SANO, P. T.; BERCHEZ, F. A. S. Ensino de botânica: conhecimento e encantamento na educação científica. Estudos Avançados, v. 82, n. 94, p. 7-24, 2018.

URSI, S.; FREITAS, K. C.; VASQUES, D. T. Cegueira botânica e sua mitigação: um objetivo central para o processo de ensino-aprendizagem de biologia. In: VASQUES, D. T.; FREITAS, K. C.; URSI, S. (Org.). Aprendizado ativo no ensino de botânica. São Paulo: Instituto de Biociências, 2021. p. 12-24.

Downloads

Publicado

2024-06-07

Como Citar

SOUZA DOS REIS, H.; SANTOS DUARTE, N.; SOUZA PINHO , M. J. . Estratégias didáticas para o ensino de botânica na Educação Básica: uma revisão bibliográfica . Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 12, n. 2, p. 941–952, 2024. DOI: 10.31416/rsdv.v12i2.638. Disponível em: https://semiaridodevisu.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/638. Acesso em: 13 jun. 2024.