Perfil de autorregulação da aprendizagem dos licenciandos durante o processo de adaptação do ERE

Autores

  • BRUNA SOARES DE SOUZA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANO- CAMPUS PETROLINA
  • MARIA DO SOCORRO TAVARES CAVALCANTE VIEIRA

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v10i2.372

Palavras-chave:

educação, pandemia, ensino remoto, experiencia

Resumo

No início do ano de 2020, chegou ao Brasil o primeiro caso do coronavírus que logo se alastrou e o país entrou em lockdown, com tudo fechado as escolas tiveram que se reinventar e criaram um novo modelo de ensino, o Ensino Remoto Emergencial (ERE), partindo disso essa pesquisa teve com objetivo indicar o nível de autorregulação da aprendizagem que os  licenciandos em química do IF SERTÃO-PE Campus Petrolina estavam inseridos após o processo de adaptação para esse novo modelo de ensino. Fazendo uso de um questionário fechado sendo ele de análise quantitativa, foi possível alcançar os objetivos da referida investigação. Após a análise feita com os dados coletados, foi possível concluir que a população investigada se encontrou dentro de um nível moderado de autorregulação.

Downloads

Publicado

2022-08-31

Como Citar

SOARES DE SOUZA, B.; TAVARES CAVALCANTE VIEIRA, M. D. S. Perfil de autorregulação da aprendizagem dos licenciandos durante o processo de adaptação do ERE. Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 10, n. 2, 2022. DOI: 10.31416/rsdv.v10i2.372. Disponível em: https://semiaridodevisu.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/372. Acesso em: 6 dez. 2022.