Atuação pedagógica de professores em cursos de Licenciatura em Matemática

perspectivas e desafios para ensinar a docência

Autores

  • Francisco José de Lima IFCE campus Cedro
  • Bruna Gonçalves IFCE campus Cedro

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v12i2.767

Palavras-chave:

Práticas formativas, Professores formadores, Licenciatura em Matemática, Formação inicial

Resumo

Pensar sobre a escola que desejamos para o futuro, que já se faz presente, convida a repensar sobre o professor, sua prática e as possibilidades de promover transformações no ensino, mas também chama atenção para como se dá a formação inicial de futuros professores e a apropriação do fazer docente, na ambiência das licenciaturas, enquanto espaço mobilizador de tais mudanças. O presente artigo tem como objetivo refletir sobre a prática docente de professores formadores do curso de Licenciatura em Matemática, tendo em vista as possibilidades e desafios para a formação inicial de licenciandos. Para tanto, a pesquisa de abordagem qualitativa configura-se como uma revisão de literatura sistemática, cujo levantamento bibliográfico foi realizado no Portal de Periódicos Capes, considerando-se os últimos cinco anos e tendo como expressões norteadoras de busca: professores formadores, licenciatura em Matemática e formação docente. A categorização dos artigos culminou em dois eixos de análise. Nos limites deste estudo será abordada a primeira categoria analisada, a saber: Prática docente dos professores formadores nos cursos de Licenciatura em Matemática. Os resultados da pesquisa apontam para a prática docente dos professores formadores constituída por aulas expositivas, demonstrações de teoremas e resolução de listas de exercícios. Ainda que conscientes da necessidade de formar futuros professores para a atuação na Educação Básica, esses não conseguem se desvencilhar das práticas que nortearam a sua própria formação, visto que a constituição da sua identidade profissional se dá por experiências vividas no decorrer da sua formação, antes mesmo de ingressarem na Licenciatura em Matemática.

Biografia do Autor

Bruna Gonçalves, IFCE campus Cedro

Licenciada em Matemática pelo IFCE campus Cedro e Especialista em Docêcia no Ensino Superior pelo IFCE campus Cedro

Referências

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

BATISTA, A.; RODRIGUES, L.; TEIXEIRA, M. Práticas e concepções de formadores de professores de matemática: alguns condicionantes. In: Conferencia Argentina de Educación Matemática, 12., 2018, Buenos Aires. Anais [...]. Argentina: SOAREM, 2018, p. 130-138. Disponível em: http://funes.uniandes.edu.co/19571/1/Ribeiro 2018Practicas.pdf. Acesso em: 30 set. 2022.

CACETE, N. H. Breve história do ensino superior brasileiro e da formação de professores para a escola secundária. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 40, n. 4, p. 1061- 1076, out./dez. 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ep/a/ Q7PJ3QqNzCPKWksf Zx9PZCc/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 30 set. 2022.

CAVALHEIRO, G. C. S.; MENEGHETTI, R. C. G. Metodologia de Ensino-Aprendizagem-Avaliação de Matemática Através da Resolução de Problemas: uma Análise das Perspectivas de Licenciandos em Matemática. Jornal Internacional de Estudos em Educação Matemática, v. 13, n. 1, p. 64-72, 2020. Disponível em:https://jieem.pgsskroton.com.br/article/view/6926. Acesso em: 12 out. 2022.

CIVIERO, P. A. G.; OLIVEIRA, F. P. Z. de; SCHELLER, M. Laboratório de Educação Matemática: espaço para formação crítica dos formadores, de professores em formação e de futuros professores. Revista Dynamis, Blumenau, v. 23, n. 1, p. 22-39, 2017. Disponível em: https://proxy.furb.br/ojs/index.php/dynamis/article/ view/6539/3749. Acesso em: 12 out. 2022.

COURA, F. C. F.; PASSOS, C. L. B. Estado do conhecimento sobre o formador de professores de Matemática no Brasil. Zetetiké, Campinas, v. 25, n. 1, jan./abr. 2017, p. 7-26. Disponível em: https://doi.org/10.20396/zet.v25i1.8647556. Acesso em: 12 out. 2022.

CUNHA NETO, J. H.; COSTA, V. G. da. Socialização do professor formador na licenciatura em Matemática: um contributo a identidade docente. Revista de Educação, Ciência e Cultura, Canoas, v. 23, n. 3, p. 81-96, nov. 2018. Disponível em: http://revistas.unilasalle.edu.br/index.php/Educacao. Acesso em: 12 out. 2022.

CUNHA NETO, J. H. C.; COSTA, V. G. da. Formadores que ensinam Matemática e sua Identidade Docente: análise de dissertações e teses. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, Sergipe, Brasil, v. 11, n. 25, p. 263-274, abr./jun. 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.20952/revtee.v11i25.7140. Acesso em: 12 out. 2022.

GALVÃO, M. C. B.; RICARTE, I. L. M. Revisão Sistemática da Literatura: conceituação, produção e publicação. Logeion: Filosofia da Informação, Rio de Janeiro, RJ, v. 6, n. 1, p. 57–73, 2019. DOI: 10.21728/logeion.2019v6n1.p57-73. Disponível em: https://revista.ibict.br/fiinf/article/view/4835. Acesso em: 19 ago. 2023.

GATTI, B. A. A formação inicial de professores para a educação básica: as licenciaturas. Revista USP, São Paulo, n. 100, p. 33-46, dez./jan./fev. 2014. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/76164/79909. Acesso: 30 set. 2022.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GONÇALVES, B. M. V. LIMA, F. J. Aprendizagem Docente e Desenvolvimento de Estratégias Metodológicas no Contexto do PIBID: reflexões sobre o GeoGebra como recurso para o ensino de funções. Bolema: Boletim de Educação Matemática [online], 2020, v. 34, n. 68. Disponível em: https://doi.org/ 10.1590/1980-4415v34n68a11. Acesso em: 23 set. 2022.

GOMES, M. M. et al. Reflexões sobre a formação de professores: características, histórico e perspectivas. Revista Educação Pública, v. 19, n. 15, p. 1-9, ago. 2019. Disponível em: https://educacaopublica.cecierj.edu.br/ artigos/19/15/reflexoes- sobre-a-formacao-deprofessores-caracteristicas-historico-e-perspectivas. Acesso em: 30 set. 2022.

LAKATOS, E. Maria; MARCONI, M. de A. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas 2003.

LYRA, L. R.; CUSTÓDIO, J. F. O professor formador e suas crenças didático-pedagógicas. Revista Insignare Scientia, v. 2, n. 4, p. 141-157, set./dez. 2019. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/342392164_o_ professor_formador_e_suas_crencas_didatico-pedagogicas_teachers_initial_training_and_his_educational_beliefs. Acesso em: 12 out. 2022.

OLIVEIRA, A. T. de C. C. de; FIORENTINI, D. O papel e o lugar da didática específica na formação inicial do professor de matemática. Revista Brasileira de Educação, v. 23, p. 1-17, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782018230020. Acesso em: 12 out. 2022.

PINTO, H. da S.; BARROS, A. da S. X.; SILVEIRA, J. S. de Q. A pesquisa na formação de professores: experiências de licenciandos dos cursos de Física e Matemática. Revista Principia, João Pessoa, n. 36, p. 42-49, 2017. Disponível em: https://periodicos.ifpb.edu.br/index.php/principia/article/ download/1272/702. Acesso em: 12 out. 2022.

RODRIGUES, A. L.; TEIXEIRA, B. R. Conhecimento especializado do professor de Matemática revelado na escrita reflexiva de futuros professores decorrente de simulações de aulas. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, São Paulo, v. 12, n. 3, p. 1-26, abr./jun. 2021. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/2820. Acesso em: 12 out. 2022.

SANTOS, C. W. dos; MORORÓ, L. P. O desenvolvimento das licenciaturas no Brasil: dilemas, perspectivas e política de formação docente. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, São Paulo, v. 19, p. 1-19, 2019. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr /article/view/8652339/20841. Acesso em: 30 set. 2022.

SHAW, G. S. L.; SILVA JR., G. S. da. Formação docente para uso das TIC no ensino de Matemática: percepções de professores e estudantes de um curso de licenciatura em Matemática. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, São Paulo, v. 10, n. 6, p. 163-184, 2019. Disponível em: https://revistapos. cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima. Acesso em: 12 out. 2022.

SILVA, J. F. L. e; LIMA, I. P. de; PARENTES, M. D. da S.; SILVA, L. G. da. Trajetórias formativas de licenciandos em matemática: percepções sobre constituir-se professor. Revista do Pemo, Fortaleza, v. 1, n. 1, p. 1–14, 2019. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/ view/3478. Acesso em: 6 jul. 2023.

SILVA, M. N. da; ZAMPERETTI, M. P. Professorandos-com-GeoGebra: experiências na formação de professores de Matemática. Revista Prática Docente, Mato Grosso, v. 6, n. 2, e028, 2021. Disponível em: http://doi.org/10.23926/RPD.2021.v6.n2.e028.id1058. Acesso em: 12 out. 2022.

STAMBERG, C. da S.; NEHRING, C. M. As influências do professor formador e o saber específico na escolha pela docência em Matemática. Revista Eletrônica de Educação, São Carlos, v. 12, n. 2, p. 345-360, maio/ago. 2018. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/2012/689. Acesso em: 12 out. 2022

Downloads

Publicado

2024-06-07

Como Citar

DE LIMA, F. J.; GONÇALVES, B. Atuação pedagógica de professores em cursos de Licenciatura em Matemática: perspectivas e desafios para ensinar a docência. Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 12, n. 2, p. 794–806, 2024. DOI: 10.31416/rsdv.v12i2.767. Disponível em: https://semiaridodevisu.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/767. Acesso em: 13 jun. 2024.

Edição

Seção

Ciências Exatas e da Terra - Artigos